Andares

Como escolher o parquete

Desde os tempos antigos e até agora, o parquete de blocos tem sido usado em todos os lugares para a decoração de instalações residenciais devido às suas qualidades estéticas. No nosso país, e em princípio em toda a Europa, para a produção de parquete de blocos, a espécie tradicional de madeira é o carvalho, que se distingue pelas características de elevada resistência e durabilidade. No entanto, hoje, além do carvalho, outras madeiras são utilizadas para a fabricação de parquete. Vamos descobrir como escolher o parquet de blocos para sua casa.

Contente:

Vantagens do parquet de blocos

O parquet de blocos é o tipo mais antigo de piso de parquet. As tradições da produção de parquete de blocos estão enraizadas no passado. A colocação de pisos de parquete atingiu sua perfeição durante o reinado de Pedro, o Grande. Eles eram um sinal de uma casa rica, um indicador de bem-estar e prosperidade na família. As classes altas sempre tiveram um salão de parquete em sua casa..

Mas o piso de parquete é usado pelas pessoas não apenas por uma questão de aparência apresentável e demonstração de posição financeira. O parquet em bloco tem muitas vantagens. Em primeiro lugar, o parquet de blocos é um dos materiais mais ecológicos que existem. Ao contrário dos revestimentos artificiais para pisos semelhantes, como o laminado, a madeira para a produção de parquete não contém compostos químicos estranhos..

A durabilidade e a resistência do piso de parquet natural tornaram-se lendas: esse piso vai durar de várias décadas a cem anos, ou até mais! Assim, a compra de um revestimento por peça é um investimento de dinheiro a longo prazo, e em caso de danos e perda do brilho original, basta restaurar sua aparência original. Parquet pode ser inclinado até 8-10 vezes.

Além disso, o parquete de carvalho ou faia tem boas propriedades de isolamento térmico e acústico. A madeira para a produção de parquet tem uma baixa condutividade térmica, o que permite equipar não só um bonito pavimento, mas também poupar significativamente na compra de pavimentos aquecidos..

É impossível não prestar atenção à ampla seleção de cores, tonalidades e padrões deste revestimento, que oferece aos designers grandes oportunidades de criação de interiores. O parquete em bloco parece muito mais eficiente do que a placa sólida, devido ao fato de ter dimensões muito menores, enquanto as matrizes são combinadas em vários padrões durante a instalação: métodos de convés, cesto, espinha de peixe e quadrado.

Cuidar de revestimentos de piso, como o parquete, é fácil, pois não acumula poeira. Uma vez que esse tipo de piso é caracterizado por um alto nível de resistência ao desgaste, pode ser facilmente reparado e restaurado por envernizamento..

Parquet ou placa sólida

Ao escolher o parquet, é recomendável levar em consideração muitos fatores: orçamento, design do quarto e muito mais. Muitas vezes, o comprador se depara com a escolha entre duas opções, como parquet de blocos e placa sólida. Para entender isso, você precisa comparar essas soluções olhando para uma foto de parquet e analisando as vantagens e desvantagens de cada um deles, só então você pode determinar qual revestimento atende mais às suas necessidades..

A principal diferença entre uma placa sólida e um piso de parquete simples é sua estrutura. Como você sabe, o parquete de blocos é uma pequena placa que pode ser combinada de diferentes maneiras em qualquer padrão. Uma placa maciça é chamada de grande camada de madeira, o que não deixa muita escolha para o design. No entanto, a placa maciça, por outro lado, permite que você obtenha um efeito retro e crie uma atmosfera única em sua casa. Mesmo o parquete decorativo não permitirá que este efeito seja recriado..

Agora, vale a pena analisar esses dois tipos de revestimentos do ponto de vista prático. Se falamos da instalação do parquet, graças à simplicidade, o tabuleiro maciço ganha definitivamente. No caso do pavimento em parquet, os custos de tempo são mais do que compensados ​​pela possibilidade de criação de quaisquer padrões..

Quanto ao equivalente monetário, devo dizer que o parquete custará mais do que uma placa sólida. No entanto, esses custos acabam sendo totalmente compensados. E tendo em conta a simplicidade do procedimento de reparação do parquete, tal diferença de preço torna-se imperceptível. Afinal, você pode simplesmente substituir uma placa que se tornou inutilizável. No caso de uma placa sólida, você deve alterar uma grande seção do piso. Além disso, o parquete dura mais tempo do que o cartão sólido da mais alta qualidade..

Bloco de construção em parquet

O parquete em bloco consiste em pranchas homogêneas de madeira maciça maciça, pequenas pranchas retangulares com tampo liso. Para a produção de tal produto, um bloco sólido de madeira é usado de espécies valiosas, por exemplo, carvalho, freixo, bordo, o que resulta em um revestimento de piso incrivelmente bonito.

Todos os pisos de parquete são equipados com travas espinhosas, o que simplifica e facilita muito a instalação de parquete de nogueira, freixo e outras espécies. Nos lados opostos das nervuras da prancha existem:

  • Os pentes são partes salientes do piso de parquet, que são necessárias ao assentar o piso para conectar as pranchas adjacentes. Normalmente, o tamanho do pente é de 4 por 4 milímetros..
  • Ranhuras – ranhuras nas extremidades e laterais do piso de parquet. É nessas ranhuras que as saliências entram quando se unem as faixas adjacentes. As dimensões da ranhura são 4 por 5 milímetros..

A faixa de parquete pode ser à esquerda ou à direita, dependendo de qual lado a saliência da extremidade está localizada no lado do observador. O período de desgaste do parquete é determinado pela espessura da chamada camada de desgaste do parquete – da parte frontal do painel até a superfície superior do cume. Por exemplo, a camada de desgaste para as coníferas tem 10 milímetros de espessura, para as decíduas tem 7 milímetros..

Processo de produção de parquete

Para obter o parquet do tronco de uma árvore, ele precisa ser serrado, secado, processado e classificado. Três etapas aparentemente fáceis, mas a simplicidade costuma enganar.

Secagem de material

Hoje, existem muitos métodos de secagem de parquet – até métodos ultramodernos usando ultrassom e ondas de micro-ondas. Para o consumidor final, não importa o método de secagem em si, o principal é que o fabricante mantenha a tecnologia e a umidade necessária do produto na saída. A violação da tecnologia de secagem de material pode levar à formação de tensões internas na madeira e, como resultado, você receberá a deformação do parquete em um futuro próximo..

Processamento de peças

A madeira é um material heterogêneo em sua estrutura. Um procedimento de processamento de baixa qualidade pode no futuro levar ao fato de que certas tensões aparecerão dentro das tiras. Ao processar pranchas, seja parquete feito de freixo ou produtos de carvalho, é dado o formato desejado e o tipo de piso de parquete depende, em última análise, da precisão da geometria..

A violação das tolerâncias no fabrico de produtos manifesta-se na impossibilidade de colocação de parquet de alta qualidade e no aparecimento de deformações. Hoje, existem dois tratamentos principais para o parquet artístico – a laser e o mecânico. O processamento mecânico é um processamento clássico da madeira, comprovado ao longo dos séculos. Agora é realizado em máquinas programadas para obter um parquete de alta qualidade..

O tratamento a laser exclusivo do fabricante tem seus prós e contras. Esta é a ausência de peças de desgaste, alta velocidade de processamento. Além disso, o laser não embaça, ao contrário de um cortador, e não precisa ser substituído com frequência. As desvantagens desse processamento são as seguintes: para o parquete que é processado de forma semelhante, pode-se notar o escurecimento da madeira nas bordas, causado pela alta temperatura. E nem sempre isso tem um efeito positivo na aparência do revestimento..

Classificando pranchas

O grau de responsabilidade dos fabricantes nesta etapa determinará a probabilidade e a porcentagem de piso de parquet com defeito que entram na venda, bem como o critério de conformidade do parquet com a classificação declarada. Além disso, o piso de parquet requer condições especiais de armazenamento com a manutenção de uma umidade fixa e uma determinada faixa de temperatura. O não cumprimento dessas condições também afetará a vida útil do revestimento..

Lembre-se de que apenas lojas especializadas podem atender a essas condições, o que não se pode dizer de muitos pequenos pontos de venda. Portanto, é melhor não arriscar na hora de escolher o parquete e comprá-lo exclusivamente em lojas especializadas. Uma ligeira diferença de preço garante uma longa vida útil do seu parquet. Portanto, não leve em consideração o parquete barato..

Madeira para parquete

A qualidade do piso final dependerá muito do material. Cada variedade tem suas próprias desvantagens e vantagens, suas próprias características operacionais e requisitos de uso, resistência ao desgaste, resistência à umidade e uma variedade de tonalidades de cores. O parquete não é feito de madeiras de coníferas, pois são extremamente macias. Vamos dar uma olhada nos principais tipos de madeira para a produção de parquet:

  • Carvalho. A maior parte do piso em parquet é produzida a partir desta árvore, é o carvalho que combina características decentes de desempenho, baixo custo e agradáveis ​​tons de marrom. O parquet de carvalho tem uma elevada dureza e um nível suficiente de resistência à humidade. Para que o carvalho mantenha todas essas qualidades, é necessária uma secagem adequada; a aceleração do processo de secagem é inaceitável. O parquete de carvalho tem uma característica específica – escurece com o tempo, e vale a pena lembrar disso ao projetar o interior da sua casa..
  • Faia. A próxima espécie de madeira mais popular para a produção de pisos de parquete é a faia. Esta árvore tem um nível de resistência semelhante ao do carvalho, mas a faia é mais caprichosa e caprichosa. O parquete de faia em bloco é mais suscetível à deformação devido às mudanças de umidade e temperatura, por isso precisa de mais atenção e manutenção mais cuidadosa. O piso de madeira de faia é muito utilizado devido aos tons claros de avermelhado e amarelo..
  • Bordo. Este tipo de madeira também se caracteriza pela alta durabilidade. Algumas de suas variedades, por exemplo, o bordo canadense, têm indicadores de resistência ainda maiores do que o carvalho. Maple também é caprichoso na secagem, não tolera procedimentos de secagem expressa. Um pedaço de piso de madeira de bordo, seco de acordo com uma tecnologia ultrapassada, não vai durar muito tempo; rachaduras podem aparecer no piso de madeira em um futuro próximo. A cor do piso de bordo muda ligeiramente durante a operação, no início é claro, quase branco, e depois adquire uma tonalidade amarelada.
  • Merbau. Este é um representante das espécies arbóreas exóticas que são mais procuradas em nosso país. O merbau vive nos matagais do sudeste da Ásia. O piso em parquet deste exótico, devido ao grande percentual de resinas presentes na madeira, é caracterizado pela alta resistência e alta resistência à água. Mas a presença dessas substâncias torna a madeira difícil de manusear. O parquet de blocos de merbau tem tons marrons e lindos padrões.
  • cereja. Esta raça é menos picante do que, digamos, carvalho, mas atua como um material mais obediente e mais fácil de processar. O esquema de cores do parquet começa em tons claros e termina em marrom escuro com presença de rosa.

Tipos de blocos de parquet

Os profissionais de pavimentação em parquet são convencionalmente divididos em 6 grupos de cores: amarelo (teca, azeitona, castanha, solha), claro (freixo, carpa, bambu, carvalho, bordo), rosa (amieiro, faia, pêra, cereja), vermelho (paduk africano , mogno, jarra, dussia), marrom (nogueira, jacarandá, merbau, kumaru), escuro (ébano, wengé, carvalho pantanoso).

Tipo de corte

Pelo tipo de serração de madeira, a textura do padrão de um piso de parquete é dividido nos seguintes tipos:

Seleção

Por seleção, o parquet de blocos é dividido nas seguintes variedades:

  • Radial – o tipo de parquete mais monocromático e homogêneo, que é produzido apenas pelo método de serração radial. Refere-se ao tipo mais caro de piso de parquete.
  • Selecione – A textura monofônica e homogênea combina corte predominantemente tangencial e radial. Ao mesmo tempo, nós, quedas de tom e alburno não são permitidos no parquete selecionado..
  • Natur – textura variada, que se caracteriza pelo jogo de cores e pelos diferentes rumos do grão da madeira. Nesse caso, é permitida a presença de pequenas diferenças tonais e nós, que possuem diâmetro de até 3 milímetros..
  • Rústico – fibras de tons de diferentes direções e cores criam uma imagem variada, alburno, nós de até 10 milímetros de diâmetro e grandes diferenças de tons são permitidos.
  • Gestr (antigo) – fibras de direção e cor diferentes criam um padrão brilhante com alburno, grandes diferenças tonais e nós com um diâmetro de 10 milímetros ou mais.

O alburno é uma camada externa jovem encontrada nas raízes, no tronco e nos galhos das árvores. A diferença entre o alburno e as camadas internas da madeira está na sua cor clara e no menor nível de resistência mecânica da árvore e resistência a infecções fúngicas. Algumas espécies são feitas inteiramente de alburno, como o álamo. Além disso, este fato deve ser levado em consideração ao escolher um pedaço de parquet de bétula..

Dimensões geométricas das matrizes

Os fabricantes de soalhos de parquetes produzem parquetes em peça, cujas réguas apresentam espessuras diferentes, em regra, de 14 a 22 milímetros. A espessura da camada superior afeta a durabilidade do parquete, pois quanto mais espessa for a camada, mais arranhões e renovações ela irá suportar. Mas a espessura da camada superior nem sempre é proporcional à espessura total da prancha de parquete. Por exemplo, para pisos de parquete com uma espessura de 15 milímetros, a camada superior terá 7 milímetros de espessura, e para tiras grossas de 22 milímetros, será igual a apenas 9 milímetros..

Ao escolher o parquete, lembre-se de que um piso muito espesso tem suas desvantagens. Quanto mais grossas forem as pranchas, menos elástico será o parquete e, consequentemente, mais exigências serão impostas à base. Se o contrapiso não for perfeitamente plano, então, provavelmente, o grosso parquete colocado sobre ele logo começará a se deformar e inchar.

Muitos fabricantes de pisos são complicados. Fazem com que a parte inferior das réguas não seja lisa, como é habitual na versão tradicional, mas fazem entalhes na parte de trás da régua em forma de ranhuras longitudinais perpendiculares. São multifuncionais: aumentam a elasticidade do parquete, aliviam as tensões, aumentam a força de adesão do parquete com contraplacado e estabilizam a forma da tábua durante as mudanças de temperatura e humidade..

A durabilidade do parquete parcial, nomeadamente o nível de elasticidade e as taxas de deformação, é influenciada não só pela espessura das réguas, mas também pelo seu comprimento. As faixas com mais de 350 mm de comprimento após a instalação provocam os mesmos problemas de 22 mm. Isso se deve ao fato de que a maior parte da umidade é absorvida pelo parquet através das pontas desprotegidas, já que o revestimento é protegido por baixo e por cima. Embora os fabricantes produzam pisos de parquet de até 50 centímetros de comprimento.

Mas se as tábuas forem largas, isso não terá consequências desastrosas, pois haverá menos juntas no chão. Mas isso só se aplica a situações em que a madeira foi completamente seca de acordo com a tecnologia necessária, caso contrário, a probabilidade de deformação aumentará na presença de tensões residuais na árvore..

Portanto, será melhor se a largura do piso de parquete não exceder a espessura, que é multiplicada por cinco. Por exemplo, se a barra tiver 14 milímetros de espessura, a largura não deve ser superior a 70 milímetros. Além disso, os fabricantes de acordo com as normas podem permitir uma ligeira rugosidade da camada superior, como regra, este valor não exceda 125 mícrons..

No entanto, o piso com grandes pisos em parquet acaba por ser muito mais bonito. Este problema encontrou sua solução graças aos métodos modernos de secagem, classificação e processamento de madeira, aprimorando a tecnologia de assentamento de pisos de parquete. A utilização de madeira estável, particularmente dura, permite aumentar o tamanho dos dados. Hoje, existem ripas medindo 120 por 9,5 por 2,2 centímetros e até 240 por 13,2 por 2,2 centímetros..

Critérios para a escolha de blocos de parquet

Antes de escolher um parquete de blocos, deve-se atentar para os critérios de seleção. Vamos dar uma olhada nos principais:

E, finalmente, preste atenção às espécies problemáticas de madeira. O parquet de blocos no mercado é feito principalmente de diferentes espécies, incluindo carvalho, freixo, nogueira, teca, bordo, wengé, merbau e outros. Na lista geral, encontra-se a chamada madeira problemática, que inclui freixo, faia, carpa, bordo e kempas. Esta madeira requer medidas especiais para protegê-la da umidade. Além disso, não é recomendado o uso de vernizes para parquete, primários e cola à base de água, que podem provocar inchaço e consequente deformação do parquete..