Enredo

Enredo

Aprofundando poços: instruções passo a passo

O poço é uma das estruturas arquitetônicas mais antigas da humanidade. Afinal, o abastecimento de água é um dos principais fatores da vida, tanto para uma família individual quanto para vilas e cidades inteiras. O projeto do poço quase não mudou por vários milênios e permanece o mesmo. O poço pode ser construído de pedra, concreto, tijolo, madeira – não importa. O uso de ferramentas modernas facilitou muito a construção do poço, mas, como há vários séculos, o trabalho manual é usado principalmente.

Bem benefícios

O desenvolvimento de tecnologias tornou possível usar poços junto com poços clássicos. A vantagem dos poços é a velocidade de perfuração. Algumas horas – e o poço está pronto. Você pode usar a água do poço no mesmo dia após o bombeamento preliminar. É possível perfurar e operar um poço artesiano, onde a água será mais limpa do que em outros poços, mas é importante ressaltar que você terá que pagar pelo uso do subsolo. O problema dos poços é a manutenção deles, a impossibilidade de usar água na falta de energia elétrica, às vezes um pequeno débito de poços.

O poço apresenta uma série de vantagens em relação aos seus homólogos, tanto em operação quanto em manutenção..

  • A vida útil do poço é ilimitada, o principal é manter o poço do poço em boas condições fazendo a manutenção no prazo.
  • Facilidade de manutenção, mantendo o bem limpo e higiênico não exige muito esforço.
  • No poço sempre há abastecimento de água, ela atua como um excelente acumulador, onde são coletados mais de 500 litros. Mesmo na ausência de eletricidade, a água pode ser obtida manualmente usando uma cinta.
  • O poço é cavado manualmente, sem a utilização de equipamentos pesados ​​de construção e em locais onde este equipamento não possa ser localizado.
  • Instalação de poço em arenitos e areias movediças, onde é difícil o aproveitamento de outros tipos de poços.

Por que a água desaparece no poço?

A presença de água em um poço depende de muitos fatores externos, sobre os quais não temos influência, esta é a época do ano, e a quantidade de precipitação, e as obras de terra dos vizinhos, e a presença de outros poços mais profundos na vizinhança áreas. As condições hidrogeológicas da área desempenham um papel importante no abastecimento de água ao poço, e sua alteração insignificante pode levar à diminuição do nível de água no poço. Nesses casos, é possível uma situação de escassez ou ausência de água potável..

Assim, a água do poço não deve desaparecer, há bons motivos para isso, que a gente mencionou. Mas se o nível da água cair, você não deve agir imediatamente. Você tem que esperar. A diminuição do nível de água do poço é temporária. A água pode retornar a qualquer momento. Vale lembrar que, no verão, um longo período de ausência de chuva ocasionará a diminuição do nível da água do poço. No inverno, isso é acompanhado por fortes geadas. Quando o nível da água cair, você não deve pensar imediatamente em aprofundar o poço, pois a água pode desaparecer completamente. Após uma redução no nível da água, você deve começar a conduzir pesquisas não antes de algumas semanas. Durante este tempo, as condições hidrogeológicas serão restauradas e a água irá encher completamente o poço novamente..

Quando o nível de água do poço diminui, deve-se atentar para os poços das áreas vizinhas, a presença e altura da coluna d’água nos mesmos..

Deve-se notar que uma diminuição no débito do poço pode estar associada ao seu assoreamento. A limpeza do poço resolverá seus problemas.

O aprofundamento de um poço já operado é possível sob certas condições. Nem sempre é aconselhável aprofundar um poço existente, pode não ser tecnicamente viável. Você pode cavar um velho poço se:

  • a profundidade do poço é de 10 metros ou mais;
  • o fuste da coluna do poço não apresenta grandes curvaturas, e o deslocamento dos anéis de concreto não é superior a 40 mm;
  • o poço está completamente seco, ou o débito do poço é inferior a 500 litros por dia;
  • bom estado da água do poço;
  • nenhuma maneira de cavar um novo poço.

Poços de aprofundamento

O aprofundamento do poço é uma medida extrema a que se deve recorrer caso não seja possível repor a quantidade de água necessária ou a sua qualidade..

A escavação de um poço pode levar ao afundamento dos anéis do poço, como resultado, a sobreposição do aquífero, neste caso é necessário baixar para um novo aquífero ou cavar um novo poço.

É possível aprofundar o poço se não houver danos graves no eixo do poço, ele é reto, sem grandes deslocamentos dos anéis no plano horizontal.

Existem várias maneiras de aprofundar o poço:

  • Método aberto – sem revestimento com tubos ou anéis, este método é usado em solo denso ou pedra.
  • Escavando a partir do anel inferior e subsidência de todo o poço, a desvantagem deste método pode ser o “bloqueio” de um dos anéis do poço com camadas de solo e, como resultado – danos ao poço.
  • Depressões com anéis de menor diâmetro ou aprofundamento de poço com tubo de plástico.

É necessário aprofundar o poço imediatamente até a profundidade máxima, esta é uma ação única, não funcionará para aprofundar o poço uma segunda vez. Deve-se ter em mente que ao aprofundar, você irá para o segundo aquífero, onde a qualidade da água pode ser diferente..

Vale lembrar também que, de acordo com a Lei do Subsolo, a captação de água livre em chalés de verão só é permitida a partir do primeiro aqüífero. A profundidade do aquífero depende do terreno e do relevo, assim como da latitude – nas regiões do sul a água está sempre mais próxima da superfície do que nas do norte..

Bem limpando

É sempre agradável beber no calor do verão as águas da nascente. Para que assim permaneça, por muito tempo, o poço deve ser cuidado e protegido. Durante toda a operação, você precisa monitorar muitos fatores que afetarão o seu poço:

  • entupimento;
  • assoreamento;
  • vazamentos nas costuras;
  • anéis perturbadores;
  • areia movediça.

Qualquer um dos motivos acima leva a uma deterioração da qualidade da água do poço, alguns podem contribuir para sua destruição.

O poço deve ser limpo de entupimento e assoreamento, bombeando completamente a água e selecionando a sujeira acumulada. Tudo depende da qualidade da água do poço, mas é recomendável limpá-la uma vez a cada 5-6 anos.

As goteiras do poço devem ser vedadas, pois a água corrente degrada a qualidade da água potável. Se este fenômeno é periódico após a precipitação ou aumento do nível do lençol freático. A selagem pode ser feita com argamassa de concreto, após a retirada da argamassa velha. Se o fluxo ocorrer constantemente, compostos especiais são usados ​​para vedação, que endurecem imediatamente após a aplicação.

A areia movediça é um dos fatores mais perigosos na operação de um poço. Afinal, uma camada de areia saturada de água pode ser lavada para dentro do poço. Isso está repleto de subsidência do solo e danos aos edifícios próximos..

Regulamentos de segurança

As regras de segurança devem sempre ser seguidas ao cavar, aprofundar ou limpar um poço..

  • ao trabalhar em poço, use macacão, óculos e capacete;
  • ao levantar pedregulhos de grandes diâmetros, primeiro deixe o poço;
  • a pessoa que trabalha no poço deve estar sempre presa com um cordão de segurança;
  • ar fresco deve ser sempre fornecido à área de trabalho. Afinal, o dióxido de carbono é mais pesado que o oxigênio e permanece no fundo do poço.

A adesão impecável às medidas de segurança salvará sua vida e saúde.

Read more
Enredo

Trilhos de meio-fio: instruções de instalação

O desenho de um terreno pessoal em uma casa de campo não pode ser imaginado sem caminhos lindamente desenhados. Os caminhos do jardim não só cumprem um papel funcional, delimitando visualmente as zonas (relvados para jogos, canteiros de flores, plantações decorativas, etc.), mas também servem como elemento de decoração. Para aumentar a vida útil do revestimento e acentuar os trilhos, são utilizados meios-fios, que podem ser apresentados em diversos materiais. O tipo de meio-fio é determinado pelo desenho geral do jardim e pela forma dos caminhos. Alguns meios-fios podem se projetar significativamente para cima, enquanto outros são pouco visíveis. Em qualquer caso, sua presença é necessária. O artigo se concentrará nas fronteiras para caminhos de jardim.

Contente:

Tipos e características de bordas de trilhos

As seguintes bordas são usadas para decorar caminhos de jardim: plástico, metal, concreto e tijolo, madeira, vime, pedra, plantas vivas. Cada tipo tem suas próprias características e dificuldades de aplicação. Para optar por um material específico, é necessário focar no estilo dos caminhos (pedra natural, lajes de pavimentação, revestimento de cimento, brita, piso de madeira) e na técnica de assentamento proposta.

  • Meio-fio de plástico os mais versáteis, harmonizam-se bem com os diferentes estilos. Uma ampla gama de esquemas de cores permite que você crie um design original. Eles são indispensáveis ​​para bordar caminhos curvos com linhas fluidas e flexíveis. As vantagens do plástico são sua alta durabilidade e resistência à corrosão, além do custo relativamente acessível do material. Para a automontagem, meios-fios de plástico são os mais adequados, uma vez que são muito fáceis de instalar.
  • Meio-fio de metal Eles são feitos de aço inoxidável ou, como opção mais cara, de cobre e alumínio. Adequado para o projeto de caminhos retos com curvas retas. Combina bem com os caminhos de seus escombros.
  • Meio-fio de concreto só fica bem com caminhos retos. Durante a instalação, eles exigem certas habilidades e o processo em si vai demorar um pouco mais do que em outros casos..
  • Meio-fio de tijolo bastante comum e fácil de instalar. São utilizados tanto o arranjo horizontal de tijolos à vista quanto o assentamento com inclinação (na forma de dentes). Esse tipo de orla dificilmente pode ser chamado de prático e durável. Em áreas com precipitação abundante e frequente, o tijolo desmorona rapidamente. No entanto, este material é idealmente combinado com pedras de pavimentação e parece especialmente vantajoso no design feito no estilo inglês..

Foto da borda

  • Meio-fio de madeira considerado o menos durável. Requerem manutenção anual, que consiste em primer e pintura. Não use tábuas cruas ou ripas velhas para este propósito. Essas economias farão você se lembrar rapidamente de você. A vida útil média dos meios-fios de madeira não excede 10 anos. No entanto, esta é a opção de design mais barata e fácil. Essas bordas são utilizadas, via de regra, em estilo rústico ou, se desejar, para criar um desenho enfaticamente simples..
  • Fronteiras de vime são feitos de ramos de salgueiro e têm uma função mais decorativa. Eles não serão capazes de obstruir a grama do gramado ou bloquear o fluxo da água da chuva. Esse design romântico é mais adequado para canteiros de flores ou caminhos de jardim simples..
  • Uma pedra natural é líder em design. É um material prático e decorativo. Somente seu preço pode alienar muitos conhecedores da naturalidade natural. Para a confecção das bordaduras, utiliza-se rocha de concha (mais barata), arenito, granito e mármore. Uma alternativa pode ser várias imitações artificiais sob a pedra natural..

  • Cerca sempre permanecerá favorito em design de paisagem. Há uma lista de plantas ornamentais ou com flores especiais nas bordas. Estes incluem badan perenes subdimensionados e floridos, sino, canna, prímula, gailardia, heléboro, hosta, knifofia e muitos outros. É muito interessante criar fronteiras vivas. É importante considerar o contraste de cores e a arquitetura das plantas..

Instalação de meio-fio de plástico para trilhos

  • Colocar meios-fios de plástico não requer trabalho preparatório significativo associado a cavar uma vala, concretar a base ou espalhar material não tecido.
  • Comece definindo os contornos da pista e a altura desejada do meio-fio. Os fabricantes fornecem um orifício na parte externa do elemento para a montagem de pinos ou âncoras. Essa fixação fixa o meio-fio de forma confiável e não requer dispositivos especiais, exceto por um martelo para cravar em estacas de metal.

  • O plástico se junta e dobra facilmente, repetindo as curvas mais virtuosas. Quando os meios-fios são protegidos, os caminhos são traçados. Se estiver usando cascalho, lajes de pavimentação ou pedra, você pode ocultar completamente o meio-fio para criar uma linha contrastante com a vegetação e as flores. Neste caso, a estrutura executará de forma confiável suas funções para proteger o revestimento.

Instalação de meio-fio de concreto

  • Os meios-fios de concreto são projetados para cargas elevadas, portanto, sua instalação também implica uma forte fixação.
  • Primeiro, uma trincheira é cavada ao longo do contorno do caminho (sua profundidade dependerá do nível de aprofundamento das pedras de concreto). Além disso, as trincheiras são derramadas com argamassa (uma parte de cimento e 3 partes de areia), niveladas e imersas em pedras bem à beira do caminho. A solução não deve ser muito líquida, pois a pedra vai flutuar e será impossível fixá-la.

  • Depois de instalar várias pedras, você precisará voltar à primeira e começar a fixar com uma camada adicional de cimento em vários pontos. O ideal é que o meio-fio fique saliente 5 cm. Após a solidificação da argamassa, a vala é coberta com terra ou areia pelo lado de fora. Este projeto vai durar muito tempo, mantendo sua aparência original..
  • Para o meio-fio pode-se usar pedras próprias, mas é melhor adquirir elementos prontos com garantia de conformidade com a qualidade do fabricante.

Colocando meio-fio de pedra natural

  • Este tipo de meio-fio não requer uma trincheira, mas você precisará remover uma fina camada de solo para colocar o material não tecido..
  • Pedras grandes são colocadas diretamente sobre a “cama”. Grandes lacunas entre eles são preenchidas com seixos menores. Ao final, todos os vazios são cobertos com cimento seco..

  • À primeira vista, esse trabalho parece simples e direto. No entanto, requer certas habilidades e paciência..

Regras gerais para instalação de meios-fios

  • Para que a pista mantenha sua forma e aparência estética por muito tempo, é necessário evitar erros grosseiros na instalação das bordas. Então, por onde começar a trabalhar e quais etapas podem ser distinguidas?
  • Ao marcar os contornos da pista, são cravadas estacas, ao longo das quais é puxado o cordão de construção, que indicará o bordo superior do elemento de meio-fio. Ao instalar cada elemento subsequente do meio-fio, você deve verificar sua posição correta no nível.
  • Não é desejável obstruir as fissuras nas estruturas com cimento, pois isso pode levar à dilatação e violação da integridade do meio-fio sob o efeito da água e do gelo. É mais seguro se a água não durar em pequenos intervalos.

Bordas originais faça você mesmo

  • Para a autoformação de elementos de meio-fio de concreto, são adquiridas formas especiais de polímero. O comprimento dos moldes de jardim não ultrapassa os 50 cm, o que é muito conveniente para a instalação posterior. Formas de jardim com uma ampla variedade de configurações e tamanhos são vendidas no mercado. Eles são reutilizáveis ​​quando lavados com solução de ácido clorídrico a 3%. Não é permitida a limpeza mecânica de resíduos de concreto em caso de aderência.

  • Ao adquirir moldes para fundição, você pode economizar significativamente na disposição do seu terreno pessoal, já que os elementos acabados da calçada são muito mais caros. No entanto, a autoprodução levará muito tempo e exigirá o conhecimento da correta preparação da solução..
  • Para a mistura de concreto, utiliza-se cimento de alto grau (melhor que 500), enquanto quatro partes de areia são retiradas para uma parte do cimento. Água é adicionada à consistência de creme azedo rústico. Para uma mistura rápida e uniforme, é melhor usar um misturador de concreto. Se você deseja obter uma borda colorida, pode adicionar um corante especial à solução. O resultado é um design verdadeiramente original..
  • Ao despejar a solução em moldes, deve-se tomar cuidado para remover as bolhas de ar, que reduzem a resistência do produto. A plataforma de fundição deve estar perfeitamente plana (verificada por nível) e livre de objetos estranhos. Depois de algumas horas, a solução vai endurecer e você pode esvaziar os moldes com cuidado para um novo lote. Um dia após a secagem adicional, os meios-fios estão prontos para serem colocados.

  • Os contornos claros dos caminhos devem ser combinados com o design dos canteiros de flores e áreas de lazer. Os formulários de preenchimento permitem que você crie cores diferentes, delimitando zonas e mantendo o estilo.
  • O design e o estilo dos meios-fios requerem criatividade. Mesmo o material barato e a decoração simples podem parecer muito atraentes se tudo for selecionado e executado com bom gosto. Se o tempo permitir, todo o trabalho pode ser feito de forma independente. Ao contratar especialistas, o dono de uma casa de campo amplia as opções de estilo e fuga de suas fantasias, mas isso também exigirá recursos adicionais..

Existem muitas opções para caminhos de jardins circundantes, basta mostrar um pouco de criatividade para criar um design harmonioso único de um jardim de fadas. Caminhos limpos e bem cuidados, sem terreno no local, farão as delícias do proprietário e de qualquer pessoa que decida percorrê-los.

Read more
Enredo

Colocando pedra selvagem: instruções passo a passo

Hoje, a pedra selvagem é um dos materiais de construção mais populares para acabamento. A beleza natural e as excelentes características físicas e técnicas permitem utilizá-lo na decoração da fachada de um edifício e na configuração de um jardim e parque paisagístico. No entanto, este material tem várias desvantagens. Além do alto custo, que depende totalmente da tecnologia de desenvolvimento de campo e dos padrões de produção, o assentamento da pedra natural em si não é fácil e requer não apenas uma ferramenta especial, mas também certas habilidades. O artigo focará no revestimento com pedra selvagem.

Contente:

Hoje no mercado em um grande sortimento é oferecida também uma pedra de origem artificial, que repete na perfeição a textura e textura de um mineral sólido natural..

E também tem vantagens como:

  • resistência às flutuações de temperatura;
  • pequena gravidade específica;
  • resistência ao desgaste;
  • solidez da cor;
  • durabilidade;
  • custo acessível.

Suas vantagens podem ser agregadas à compatibilidade absoluta com outros materiais. Um caminho de pedra ficará harmonioso em qualquer paisagem. E o acabamento da base / pedestal pode ser feito em casas construídas com diversos materiais..

Âmbito de aplicação da pedra selvagem

O âmbito de aplicação é determinado em função do material do qual os elementos da peça foram feitos. Assim, a pedra à base de gesso é usada para decoração de interiores. Entre as vantagens estão sua leveza, excelente trabalhabilidade e respeito ao meio ambiente..

Os ladrilhos à base de cimento destinam-se ao revestimento de vedações, fachadas e caves de edifícios. Também é amplamente utilizado no arranjo do território adjacente:

  • ao pavimentar terraços abertos, calçadas e caminhos para pedestres;

  • ao terminar escadas, degraus, meios-fios;
  • ao decorar piscinas, nascentes e outros corpos d’água;
  • com um desenho espetacular de uma cidade alpina, pequenas formas arquitetônicas, esculturas.

Freqüentemente, esse material é usado para decoração de paredes fragmentadas no interior do edifício. Deve ser lembrado que, a fim de dar às lareiras e fogões uma aparência esteticamente agradável, um análogo resistente ao calor é selecionado.

Colocação de pedra selvagem

O processo de assentamento tanto da pedra artificial como da pedra natural é semelhante ao da alvenaria, por isso não deve haver nenhuma dificuldade especial durante o trabalho. Existem duas tecnologias baseadas na ligação do material por meio de soluções de ligação, ou sem ela..

  • Via molhada. Aplicar esse método acaba sendo especialmente forte e confiável. Ideal para revestir superfícies verticais, permite erguer estruturas de qualquer altura e formato. Com este método, não há necessidade de ajustar o tamanho dos elementos – a mistura de cola vai preencher o espaço vazio e também conectar as pedras com firmeza à superfície e umas às outras. Uma mistura de cimento-areia ou adesivo para azulejos pode ser usado aqui..

  • Método seco. Esta tecnologia é utilizada na construção de cercas baixas, cercas ou piso de caminhos, plataformas. Não será fácil encaixar uma pedra com as chamadas arestas irregulares uma na outra; isso exigirá alguma experiência e habilidade. Os vazios resultantes são preenchidos com pequenos seixos, argila ou areia.

Tudo que você precisa saber sobre cargas

Ao trabalhar com material pétreo, é necessário levar em consideração a espessura da laje, aqui não nos referimos ao tipo de pedra, mas sim a um ladrilho de forma livre com arestas irregulares..

  • O revestimento de superfícies verticais (paredes, barreiras, etc.) é feito com pedras de até 2 cm de espessura;
  • Ao trabalhar em planos verticais, os elementos maiores são colocados nas linhas inferiores. É importante garantir que as juntas horizontais estão deslocadas, aqui é necessário seguir as regras aplicadas à alvenaria. Por ficarem de frente para os cantos da estrutura, as pedras são tiradas de pedras mais duráveis..
  • A escavação do solo durante o terraceamento ou arranjo de caminhos é realizada em diferentes profundidades, este parâmetro depende das cargas operacionais. Para calçadas, em áreas de caminhada, a profundidade sob a base pode ser de cerca de 30 cm. Se for para passar carros de passageiros, a altura das paredes do fosso deve ser de pelo menos 50 cm..
  • A concretagem da base antes da pavimentação é realizada para estruturas destinadas ao uso intensivo, bem como se o solo estiver sujeito a deslocamento e com pequena espessura do material (até 3 cm).
  • Uma ligeira protuberância no centro da passarela ajudará a evitar o acúmulo de umidade nos caminhos e áreas..

Regras básicas para colocar pedra selvagem

  • Para uma pedra selvagem, existe um esquema de assentamento – arbitrário, porque a forma quebrada não permite que você coloque em um arco ou em uma fileira. Antes do trabalho, você deve considerar cuidadosamente a localização dos elementos e sua combinação de cores. Às vezes, os frutos da improvisação não combinam com a performance final..
  • A tonalidade do calcário pode variar, por isso é importante levar esta nuance em consideração na hora do assentamento. Para que a diferença não seja tão óbvia, os elementos são colocados de forma aleatória, usando alternadamente com um e o outro.

  • Se o material tiver diferenças relativamente pequenas em forma e tamanho, você pode dispor várias linhas e delinear sua sequência com numeração ou riscos (indicados com giz). Tal “ensaio” reduzirá significativamente o tempo para o estilo geral.
  • Não tente remover a solução ou a cola acidentalmente da superfície da pedra. Essas ações só podem preencher os poros do material e, posteriormente, nada pode ser feito sobre isso. Aqui é necessário deixar o ligante endurecer e, em seguida, limpar suavemente com uma espátula, passando um pano seco nas áreas limpas.
  • Em superfícies verticais, a alvenaria começa nas filas superiores, esta abordagem irá minimizar a entrada de adesivo em pedras já colocadas.

Requisitos básicos para vários materiais

  • A base de concreto deve ser o mais plano possível, livre de poeira, partículas estranhas e elementos protuberantes.
  • Superfície de madeira possui baixa adesão e não funcionará diretamente para colar uma pedra nele. Para isso, a madeira deve primeiro ser tratada com impregnações hidrorrepelentes e, em seguida, deve ser fixada uma tela de reforço, que proporcionará aderência entre a laje e a base..
  • Superfície de ferro coberto com solo, em seguida, uma malha de ferro é montada para reforço. Em seguida, é realizado o reboco da base, após a secagem, uma pedra é colada.

  • Recomenda-se aplicar a argamassa ou a cola tanto na superfície como no verso da laje, para que o revestimento se torne inteiriço e proporcione uma fixação mais forte..

Pois bem, não será supérfluo lembrar a observância do nível horizontal da cobertura, o que garante seu confortável funcionamento..

Decoração de parede com pedra selvagem

  • Para o trabalho, mistura-se uma solução de areia, cimento e plastificantes. Você também pode usar soluções prontas na forma de mastique de betume ou cola projetada para ladrilhos de cerâmica ou porcelana (para uso externo).
  • A mistura aglutinante é aplicada em camada fina sobre uma superfície vertical com uma pequena área para que a cola não seque durante o processo de instalação. Também distribui uma fina camada de mástique (cerca de 1,5 cm) na parte de trás da pedra e se fixa à base com um leve movimento de pressão.
  • As juntas entre os elementos devem ser as mais iguais possíveis, cuja largura, em regra, não exceda 3 cm. Para o preenchimento das juntas, pode-se usar uma mistura de rejuntes ou a mesma argamassa que foi usada para alvenaria.

Foto de pedra selvagem

  • Cantos especiais são instalados nos cantos internos e externos. Tais elementos alinham as juntas das paredes e também conferem à superfície uma aparência completa e esteticamente agradável. A tonalidade dos componentes corresponde à cor do material de alvenaria.
  • Primeiro, um canto é ligeiramente rebaixado na massa de cola e uma laje é colada em cima dela. O elemento é aparado com um moedor, no qual um disco revestido de carboneto de silício é montado.

Colocar pedra em uma superfície horizontal

  • Esta seção oferecerá várias opções para colocar o calcário. Das etapas gerais de pavimentação, podem-se observar as seguintes etapas:
  • Jardim, os caminhos de pedestres podem ser retos ou sinuosos, largos ou estreitos, sua forma e tamanho são determinados pelo layout do local. As estacas são colocadas ao longo do caminho do caminho, e o fio é puxado.
  • O solo é removido com uma profundidade de 30-50 cm – dependendo da magnitude da carga esperada no futuro revestimento. Quanto mais intensa for a operação, mais profundo será o poço.
  • O geotêxtil é colocado na parte inferior da base, sobre a qual uma camada de entulho e areia é derramada 15-20 cm cada.

Colocando pedra “razbezhku” – caminho do jardim

  • Sobre a base preparada, a laje é colocada de forma caótica, bem pressionada na areia. A distância entre os elementos pode ser de 2 cm ou mais, quanto maiores as pedras, mais largas as costuras podem ser. O excesso de areia entre os elementos é varrido e preenchido com solo, que posteriormente é plantado com sementes de grama.

Colocação de pedra “seca” – caminhada ou ciclovia

  • No topo da camada de pedra triturada, uma mistura de areia e cimento é derramada em uma Forma seca (!). Sobre ele é colocado um material com uma espessura de pelo menos 3 cm. A distância entre os elementos deve ser de pelo menos 1 cm. As pedras são socadas com um martelo de borracha.
  • A estrutura acabada é despejada com água de uma mangueira, enquanto se tenta não tirar a mistura das costuras. Após alguns dias, você deve examinar cuidadosamente as costuras e, se necessário, preencher os vazios existentes com uma pequena quantidade de PCS. Este método de assentamento fornece custos de trabalho e tempo, mas sem prejudicar as propriedades de resistência da esteira resultante..

Colocação de pedra “úmida” – calçadas ou caminhos com uso intenso

  • A fôrma está sendo construída ao longo de todo o caminho. Uma camada de areia e cascalho é derramada com concreto magro. Após a secagem completa, comece a assentar o calcário. Utiliza-se argamassa de areia-cimento com adição de plastificantes ou látex. Você pode comprar uma mistura de ladrilhos pronta, que só precisará ser diluída em água..
  • O ligante é aplicado tanto na base (em pequenas áreas) quanto na parte de trás da pedra. O tamanho das juntas entre os elementos é deixado ao critério do proprietário do terreno. Ao instalar os elementos da peça, o excesso de cola é cuidadosamente removido com uma espátula, e os vazios são preenchidos ao nível do revestimento.

Fornecedores de pedra de revestimento

Existem muitas empresas no mercado que se dedicam à produção e fornecimento de pedra selvagem artificial. Cada um deles se esforça para ampliar a gama de produtos sem perder qualidade. O custo dos produtos de diferentes empresas não faz uma diferença significativa, o preço por m². m. é determinado pela complexidade do processo de produção e os materiais usados.

Nesse segmento, destacam-se três marcas, cujos produtos se diferenciam pelas características de qualidade e preços razoáveis:

  • “A Arte da Pedra” – a empresa é detentora de diplomas e certificados internacionais. Além de pedra, também vende produtos relacionados: juntas, repelentes de água, cola, etc..
  • Kamrock – fabrica produtos que superam as contrapartes estrangeiras em alguns parâmetros. Base própria e equipe de designers permitem que você atualize regularmente a linha de produtos.
  • Branco Colinas – com mais de 10 anos de existência no mercado, conseguiu consolidar-se como um parceiro de confiança, graças a um sistema logístico bem organizado.

Read more
Enredo

Como se livrar dos pulgões

A primeira associação com a palavra “pulgão” é um desastre natural, um verdadeiro flagelo de todas as plantas, que aparece literalmente em lugar nenhum e é incrivelmente difícil de se livrar. Jardineiros profissionais concordarão que isso é em grande parte verdade, mas ao mesmo tempo há muitas maneiras de minimizar todas as consequências do aparecimento de pulgões. Para isso, é claro, é preciso ter certos conhecimentos e não ter medo de aplicá-los na prática. O artigo se concentrará em como se livrar dos pulgões nas plantas..

Contente:

O que é prejudicial aos pulgões

Para começar, você precisa entender pelo menos em termos gerais o que é o pulgão. Talvez nem todos saibam que existem cerca de 800 espécies desses insetos. O pulgão que ataca uma planta depende não apenas de sua espécie, mas também da estação do ano e das condições climáticas..

  • Acima de tudo, os pulgões adoram um clima seco e quente, mas, em outros casos, nem uma única planta tem seguro contra sua aparência..
  • Para as culturas de interior, por exemplo, o mais característico é o aparecimento de batata, leguminosas, melão, pêssego e pulgões de estufa..

Foto de afídio

  • É um pouco reconfortante que colônias de pulgões de qualquer tipo se tornem visíveis rapidamente, mesmo a olho nu. Na maioria das vezes, eles cobrem a parte inferior das folhas, mas também podem cobrir todo o broto..
  • Ao perfurar a camada superior da superfície da planta com a tromba, o pulgão literalmente tira a seiva vital dela (mais precisamente, a seiva celular). O excesso desse suco, secretado pelos pulgões, forma na planta algo como um xarope pegajoso, que mais tarde serve como excelente criadouro para fungos fuliginosos..
  • É claro que depois de tal “ataque” de todos os lados, a planta perde não apenas sua atratividade externa, mas também praticamente deixa de respirar, participa da fotossíntese, e muitas vezes simplesmente morre.
  • É difícil lutar contra qualquer pulgão principalmente porque ele se multiplica com uma rapidez incrível – um indivíduo pode depositar 25 larvas por dia. Acrescente a essa fertilidade o fato de que os pulgões se estabelecem em colônias e têm “patronos” confiáveis ​​como as formigas, que os protegem de outros parasitas e promovem a migração para as plantas vizinhas, e fica claro por que o aparecimento de pulgões causa tanto humor pessimista entre os jardineiros.

  • Mas não vale a pena ficar com esse humor por muito tempo, tk. em paralelo com o grande número de pulgões, existem muitas maneiras de lidar com isso.

Destes, a prevenção é o melhor que pode ser. A afirmação de que é mais fácil prevenir um problema do que eliminar suas consequências, para uma praga como pulgões, se aplica plenamente.

Prevenção de pulgões em plantas

Cada vez mais agrônomos profissionais e jardineiros comuns estão inclinados a acreditar que os agentes químicos de controle de pragas (pesticidas) devem ser usados ​​apenas em casos extremos, após pesar todos os prós e contras. Mas vale a pena prestar atenção aos naturais, porque não são apenas seguros para os humanos, mas também tão, e às vezes até mais, eficazes como químicos.

  • A medida preventiva mais comum é pulverizar plantas (quais soluções usar para isso, serão discutidas mais tarde). O principal aqui é não se demorar com a implementação desse processo e realizá-lo no início da primavera, para não dar aos pulgões a menor chance de se estabelecerem..
  • Ao mesmo tempo, você pode fertilizar o solo com cinza de madeira, que é uma excelente fonte de potássio. Embora muitos realizem este procedimento em seu jardim não na primavera, mas no outono.

  • Você precisa monitorar constantemente as ervas daninhas e tentar removê-las o mais rápido possível. Afinal, é das ervas daninhas que os pulgões muitas vezes caem sobre outras plantas.
  • Também é necessário garantir que haja o mínimo possível de formigas pretas (de jardim) nos canteiros e no jardim, que formam uma simbiose muito harmoniosa com os pulgões. Para fazer isso, não é necessário usar nenhuma droga específica (embora algumas delas pratiquem, por exemplo, Muravyin).
  • Na maioria das vezes, basta plantar plantas com cheiro forte (alho comum, cebola, coentro, hortelã, endro). Além disso, atraem pássaros, que com grande prazer destroem pulgões. Portanto, os comedouros no jardim também não serão supérfluos..
  • Entre as plantas, essa praga é muito bem repelida pela Lavanda. Portanto, é usado com sucesso em rosários (úteis e bonitos).

  • Entre as leguminosas, nas quais o pulgão-preto gosta muito de se instalar, é bom plantar tomilho..
  • E sob as árvores frutíferas, você pode colocar capuchinha. Os pulgões criarão raízes com grande prazer. E livrar-se de parasitas em flores é muito mais fácil do que, por exemplo, em uma cerejeira..
  • Plantas guarda-chuva como erva-doce, endro, cenoura, salsa são verdadeiras ajudantes na luta contra pulgões, porque eles são muito atraentes para exterminadores de pulgões ativos – hoverflies.
  • As lacraias também gostam de comer pulgões (preferem se instalar em aparas de madeira), joaninhas, besouros do solo e outros insetos.
  • Você deve sempre se lembrar desses ajudantes se houver um desejo de combater pulgões com métodos radicais usando produtos químicos artificiais, porque para eles, eles também podem se tornar destrutivos.

Como se livrar dos pulgões com inseticidas

Não importa o quão banal pareça, mas a limpeza e o respeito ao meio ambiente estão agora em voga, especialmente quando se trata de plantas e colheitas que são usadas para alimentação. A natureza dá ao homem muitas oportunidades. O principal é usá-los corretamente..

  • No que diz respeito ao combate aos parasitas e, em particular, aos pulgões, existem plantas denominadas inseticidas. Isso não quer dizer que sejam totalmente inofensivos para as pessoas, animais e outras plantas, mas com o processamento adequado, esses riscos são minimizados. Na verdade, no ar e na luz, as preparações feitas de inseticidas perdem todas as suas qualidades “prejudiciais”.
  • Os inseticidas adquirem propriedades úteis no combate aos pulgões pelo fato de sua composição química incluir compostos naturais como óleos essenciais, alcalóides, saponinas, etc..

Soluções inseticidas prontas

Pulgões são bem expostos a inseticidas. Se não houver desejo de se envolver na fabricação independente desses medicamentos, coletando, secando, triturando e preparando plantas, então você pode comprar soluções prontas. Além disso, eles podem afetar pulgões de maneiras diferentes..

Os inseticidas são:

  • contato, que penetram no interior do inseto através da superfície de seu corpo. Por exemplo, Karbofos (também conhecido como Fufanon);
  • intestinal, afetando o sistema digestivo;
  • combinado, que são uma mistura dos dois anteriores. Estes são Aktellik, Bankol, Akarin;
  • sistêmico. Além do fato de serem considerados os mais eficazes e convenientes, é necessário trabalhar com eles com cuidado, porque eles são os mais perigosos para os humanos. Essas soluções, quando borrifadas com elas, penetram literalmente em todas as células da planta, permanecem nelas por 2 a 4 semanas e nem são lavadas pela chuva ou rega abundante. Isso inclui drogas como Tanrek, Aktara, Biotlin.

Entre as soluções de inseticidas, os seguintes medicamentos populares também podem ser distinguidos: Fitoverm, Intavir, Kinmiks, Iskra.

Auto-preparação de soluções para combater pulgões

Conforme mencionado, existem muitas plantas que atuam como inseticidas naturais. Alguns podem ser facilmente coletados e reciclados por conta própria. Independentemente do tipo de planta utilizada, existem certas regras para esses processos..

  • É necessário coletar essas plantas em tempo seco, depois que o orvalho estiver completamente seco. As fases de desenvolvimento da planta também devem ser levadas em consideração. Durante o período de floração (plena ou inicial), é a parte aérea que é mais adequada para uso. O subsolo será mais tóxico no início da primavera e no final do outono..
  • É muito importante secar as plantas imediatamente após a colheita. Para fazer isso, eles precisam ser espalhados em uma camada fina ou pendurados em um local bem ventilado e com sombra sob um dossel. Você também pode secar no forno. Quanto mais cedo a etapa de secagem passar, mais as substâncias necessárias serão retidas..
  • Anteriormente, é claro, as plantas devem ser bem limpas do solo e lavadas, as raízes e caules devem ser cortados.
  • Os materiais vegetais secos e picados devem ser fervidos, o tempo de ebulição varia de 10 minutos a 4 horas e depende do tipo de planta.
  • Para preparar a infusão, você não deve ferver a solução, basta enchê-la com água quente e repousar por vários dias.
  • Jardineiros experientes adicionam alguns surfactantes a absolutamente todas as soluções biológicas preparadas. Pode ser cola, melaço, mas na maioria das vezes é sabão em pó, que é usado na forma de aparas logo antes da pulverização. Isso permite que os inseticidas melhorem suas qualidades tóxicas e adiram melhor às plantas..

  • By the way, à base de sabão, você também pode preparar um bom preparo para combater pulgões sem recorrer aos serviços das plantas. É especialmente praticado para ajudar as flores de interior. O sabão ralado requer uma colher de sopa (muitos o substituíram com sucesso por um detergente de louça concentrado), que deve ser dissolvido em um pouco de água. Então – adicione 1 litro de água e 1 colher de sopa. uma colher de álcool (técnico).
  • Deve-se prestar atenção especial aos locais sob as folhas e, se necessário, não apenas borrifar, mas untar os cachos de pulgões com uma solução. Após esse tratamento, as plantas especialmente delicadas devem ser enxaguadas com água corrente para que as folhas não queimem com os pulgões..

Como lidar com pulgões

Todos que lidaram com esse problema na prática têm vários métodos naturais – favoritos que lidam bem com o fato existente de infestação por pulgões e sua prevenção..

  • Uma das mais simples é fazer uma tintura de pó de mostarda (20 g por 1 litro) e borrifar a planta.
  • Uma infusão de alho tem se mostrado bem, que deve ser passada por um moedor de carne junto com a casca (cerca de 30 g), despeje 1 litro de água, deixe por um dia e adicione o sabão.
  • O arco também faz um excelente trabalho. 15-20 gramas de cebola devem ser picados, ou apenas a casca deve ser retirada. Insista em 1 litro de água por 7 horas.
  • A urtiga é um dos pulgões mais eficazes. O principal é colher a erva antes de florescer, caso contrário não é difícil preparar a infusão. Você vai precisar de 500 gramas de urtiga para 5 litros de água. É melhor insistir por um dia – e tudo está pronto para uso. Quase todas as plantas, tanto de jardim como de interior, podem ser pulverizadas com essa solução com bastante frequência e sem medo de danificá-las..

  • Celandine compete com a urtiga neste assunto, e até mesmo segura a liderança nos casos em que os locais afetados por pulgões ocupam uma área muito grande. Novamente – você precisa colher celidônia completamente e em um determinado momento – quando ela florescer. Para maior eficiência, é melhor misturar grama seca (100 g) e fresca (400 g). Você pode infundir a mistura em 1 litro de água por um dia ou ferver por 30 minutos.
  • Pimenta vermelha picante tem se mostrado muito bem, embora tal solução precise ser preparada de uma certa forma: ferver 25 gramas de pimenta em 0,5 litro de água por uma hora, deixar por 24 horas, filtrar, despejar 10 gramas da infusão resultante em 1 litro de água e adicione 1 hora. colher de sabão.
  • Provavelmente, a maneira mais agradável de combater os pulgões é com os cítricos. Qualquer fruta serve, suas crostas devem primeiro ser secas, tome 100 gramas por 1 litro de água e deixe por pelo menos três dias.

Pulgões em flores para casa

Os pulverizadores naturais listados acima, com confiança em sua eficácia e, mais importante – segurança, podem ser usados ​​para tratar plantas de jardim e de interior. Embora, ao que parece, de onde os pulgões podem aparecer no último, especialmente se inicialmente eles eram completamente saudáveis?

Surpreendentemente, há muitas maneiras de os pulgões aparecerem nas flores caseiras..

  • A infecção pode ocorrer em uma varanda ou sacada, e até mesmo no peitoril de uma janela aberta..
  • Pulgões podem ser trazidos para a sala pelas pessoas nas roupas, ou “fisgados” ao comprar uma flor em uma loja. Portanto, todas as plantas novatas são fortemente recomendadas para serem transplantadas imediatamente após aparecerem na casa. E mesmo depois, vale a pena manter essas flores em quarentena por vários dias, observando o estado das folhas e botões..

Como medida preventiva, as plantas saudáveis ​​precisam de “banhos” frequentes, nos quais a camada superficial do solo é lavada. Freqüentemente, esse procedimento é suficiente..

Read more
Enredo

Casa faça você mesmo

Muitos se lembram de como, nas aulas de trabalho, os meninos aprendiam a fazer casas ou comedouros para pássaros, que eram colocados na horta da escola, e o melhor artesão era premiado com elogios ao governante. Hoje, esses eventos raramente são realizados. Nossos irmãos menores, vivendo em um ambiente natural, nem sempre têm a oportunidade de equipar de forma independente um “local de residência”. Pelas suas capacidades, as pessoas são obrigadas a ajudá-los nisso, inventando com as próprias mãos caixas-ninho, gaiolas, comedouros e outras estruturas arquitetônicas. O artigo se concentrará nisso. Como fazer uma caixa-ninho com as próprias mãos.

Contente:

Tudo o que é feito para animais ou pássaros deve ser feito exclusivamente de materiais naturais que cheiram a um habitat natural, o mais próximo possível da realidade. Os designs das caixas-ninho de chapim devem ser simples, sem labirintos e movimentos intrincados. Não importa que tipo de pássaro viverá nele. O principal é que nesse “alojamento” ela se sinta confortável e aconchegante..

Devido ao fato de as aves construírem ninhos, via de regra, durante o período de cria, o tamanho da caixa-ninho deve ser grande o suficiente. O uso de qualquer material de pintura e verniz é estritamente proibido. Afinal, o cheiro da química vai simplesmente assustar os pássaros para longe de tal lugar de nidificação, traduzindo todos os esforços no status de uma simples embarcação.

Casa faça você mesmo

Tradicionalmente, um tronco ou bloco de madeira de qualquer espécie é usado para fazer uma caixa-ninho. Este produto pode ser feito em três tipos:

  • feito de madeira oca com um fundo, que é adicionalmente fixado;
  • abrigo;
  • perfurado.

A maneira mais fácil de fazer uma caixa-ninho é usar um tronco, no qual o caroço está podre. Se pretende construir um local de nidificação para pássaros com as próprias mãos, deve ter paciência, as ferramentas e matérias-primas necessárias..

Construir uma gaiola é muito mais fácil e rápido do que construir uma caixa-ninho. No entanto, a maioria das aves prefere a última opção, pensando no local de procriação de seus filhotes. A explicação é muito simples:

  • este projeto é mais como uma depressão, um habitat familiar para pássaros;
  • a área inferior da casa de nidificação é maior do que a de uma casa de passarinho com os mesmos parâmetros;
  • têm uma alta taxa de economia de calor;
  • ao colocar um ninho na floresta, ele se disfarça ao máximo como um ambiente natural, pois está preso a uma árvore.

Esta é uma nuance bastante importante, uma vez que a proteção de predadores de descendentes é a principal tarefa das aves adultas..

Não são necessários investimentos materiais especiais na criação de uma caixa-ninho. Tendo encontrado um grande tronco na floresta, você pode fazer dois ou três ninhos para pássaros de cada vez. O melhor material é o tronco de aspen, embora outros tipos de madeira também funcionem..

Antes de fazer uma caixa-ninho, você precisa ir em busca de matéria-prima na floresta mais próxima. Recomenda-se observar atentamente as árvores caídas, onde a camada superior da casca não apresenta nenhum dano ou rachadura em particular, e o núcleo começa a apodrecer e apodrecer. Se for possível encontrar tal espécime, então não será difícil construir uma caixa-ninho, porque a natureza já fez metade do trabalho e só falta melhorar o desenho do ninho.

Etapas do trabalho para criar uma caixa-ninho com suas próprias mãos

  • Então, para o trabalho você vai precisar de: uma serra ou serra para madeira, um cinzel, um martelo, uma broca, uma broca, pregos.
  • O diâmetro ideal de um tronco de log é de 22 cm, excluindo a casca. Se o tronco for longo, use uma serra para dividir o tronco em troncos. O tamanho ideal da caixa-ninho varia entre 20-40 cm. É melhor remover a casca da peça de trabalho antes de iniciar o trabalho.
  • Os logs resultantes são dispostos e a condição do núcleo é avaliada. Dependendo de quão podre a árvore já estava, determine a ferramenta para a próxima etapa do trabalho.
  • Começam a fazer um furo no meio da tora, ampliando gradativamente seu diâmetro. É preciso ter muito cuidado, porque mais perto da borda, o caroço fica mais duro e você tem que fazer um esforço ou usar outra ferramenta. Quase todo o trabalho pode ser feito com um cinzel. Devemos tentar manter o espaço interno o mais redondo possível. Espessura de parede oca – 1,5 – 2 cm.

  • Se o núcleo da tora ainda estiver úmido, é melhor usar outro equipamento – uma broca e uma broca (diâmetro não inferior a 20 mm). Com esforço, é necessário fazer, aproximadamente, metade da tora, furos ao longo de todo o perímetro, sem esquecer a espessura das paredes. Faça o mesmo do outro lado do log. Além disso, os orifícios devem ser localizados o mais próximos possível uns dos outros..
  • Usando a mesma broca, as pontes são removidas, após o que o núcleo da tora é removido sem muito esforço.
  • Alguém age de forma diferente, em vez de cortar, eles simplesmente queimam o buraco na cavidade.

  • Em seguida, eles começam a perfurar o orifício da torneira. O ideal é escolher um pedaço de madeira que tenha um pequeno galho de um galho quebrado. Se este nó for grande o suficiente, você pode fazer um furo bem nele, construindo uma espécie de entrada para a caixa-ninho. Se suas dimensões forem pequenas, então, um pouco para trás, faça um orifício – um orifício para torneira (8-10 cm de diâmetro).

  • Para que as aves fiquem confortáveis ​​dentro do local de nidificação, o espaço interno deve ser limpo o máximo possível de irregularidades e entalhes. Esse processo começa a ser realizado pelo lado onde deve equipar o fundo. Com a ajuda de um cinzel semicircular, todos os defeitos são removidos gradativamente. No entanto, eles fazem isso de forma que pequenas lascas permaneçam no cilindro..
  • Deve ser semelhante ao mostrado na foto. Este é um segredinho e uma espécie de ajuda para os pintinhos. À medida que vão crescendo, vão conseguir chegar à entrada como se fossem escadas. Assim, a base para a caixa-ninho é preparada. Resta fazer o fundo e o telhado.

Foto Duplyanka

  • Portanto, a tora foi cortada em vários pedaços de madeira. Um deles será usado para fazer o fundo. Para isso, o disco é cuidadosamente serrado, cuja espessura pode oscilar entre 40-50 mm. Colocando a folha em branco da caixa-ninho por cima, desenhe um contorno de dentro com um lápis e recorte-o com muito cuidado. Isso é feito um pouco em um cone para segurar melhor. Enfie o fundo do ninho o mais longe possível, e o excesso é cortado, nivelando a superfície.
  • A caixa de nidificação está quase pronta. Resta construir um telhado e mandá-lo para seu habitat. O tronco de reserva pode ser dividido ao meio e uma das peças pode ser utilizada como laje de cobertura. É imprescindível que uma parte da madeira se projete para a frente, criando uma espécie de copa que protege os pássaros das chuvas durante todo o ano. Para fixar o telhado, basta inserir dois parafusos para que as arestas não fiquem salientes para dentro da cavidade.

Como anexar um ninho a uma árvore

Tendo escolhido uma árvore adequada, você pode começar o trabalho de fixação. Existem muitas formas de fixação. Qual será escolhido depende da disponibilidade de luminárias e do equipamento necessário.

  • Alguns amarram as caixas-ninho a uma árvore com cordas, outros pregam uma prancha na parede posterior do ninho, que é então presa ao tronco com pregos mais longos.

  • Uma questão lógica pode surgir – em que lado da árvore é melhor colocar a caixa-ninho. Os galhos das árvores impedem a precipitação natural. Se você pretende pendurar um ninho em uma área aberta, você deve primeiro analisar a direção principal do movimento do vento em uma determinada região.
  • Vai demorar um pouco e um casal de pássaros com certeza vai se instalar em uma caixa-ninho, feita à mão, para incubar seus filhotes.

Birdhouse para pássaros em um terreno pessoal

  • Ninhos como a casa de nidificação são feitos em grandes quantidades e são colocados no território das reservas. Vários eventos ocorrem simultaneamente:
  • Via de regra, o enforcamento das caixas-ninho começa no gélido fevereiro, quando muitas aves que vivem em nossa área, além das nômades, começam a procurar por locais de nidificação. Portanto, sua fabricação deve começar com antecedência. É melhor coletar as toras no outono, quando as árvores já perderam a folhagem..
  • O material natural, que não necessita de todos os tipos de tratamentos, é uma excelente matéria-prima para a construção de caixas-ninho. Após um curto período de tempo, a madeira vai escurecer, o que servirá como uma camuflagem adicional. Afinal, esse local de nidificação simplesmente se tornará parte da árvore.

  • Além do envelhecimento natural, a caixa-ninho pode ser exposta a outras circunstâncias destrutivas. Por exemplo, um pica-pau faz ajustes constantes na localização da entrada. Muitas vezes, é usado exclusivamente para pernoitar por muitas espécies de aves migratórias. Às vezes, famílias de abelhas selvagens instalam-se nessas estruturas..
  • Nada é eterno. Portanto, com certa frequência, a caixa-ninho deve ser atualizada, substituindo-se as velhas e apodrecidas por novas. Eles são colocados não apenas em florestas ou plantações, mas também no território de sua própria parcela pessoal. Certamente, o local deve ser longe de casa. Os pássaros não toleram a proximidade de pessoas. E uma vez que um animal de estimação como um gato vive em cada quintal, a “casa” para os pássaros deve ser fixada o mais alto possível, limitando a acessibilidade do animal.
  • Além disso, ao escolher uma matéria-prima para a construção, você deve prestar atenção ao estado da tora, examinando a tora para a presença de todos os tipos de escaravelhos e larvas. Claro, para um pica-pau, essa vizinhança será apenas uma alegria. Mas isso pode causar a destruição da caixa-ninho antes da vida útil atribuída..
  • Os pássaros grandes voam para esses locais de nidificação muito raramente. Os principais habitantes são espécies menores, como chapins, pardais, estorninhos, nuthatches e outros. Eles se mudam para lá na esperança de criar seus filhos..

  • Claro, não há limite para a fantasia humana. Se desejar, você pode fazer alojamentos para pássaros de qualquer material que estiver disponível. Em um caso, acaba sendo uma espécie de complexo hoteleiro, no outro – uma casa para uma família..
  • Para fazer pelo menos um ninho, você precisará gastar mais de um dia. A pressa neste assunto é inaceitável. Todas as etapas devem ser realizadas com atenção especial, aprimorando suas habilidades. Pela terceira ou quarta vez, será muito melhor. Para acelerar o processo de perfuração do furo interno, você pode usar uma broca de poço de diâmetro adequado.
  • É muito importante tentar evitar fissuras na tora e fechar o fundo e o telhado o mais hermeticamente possível. Isso é muito importante se a região tiver invernos rigorosos com nevascas e nevascas. A fixação deve ser confiável.
  • Antes de começar a fazer um ninho, você precisa organizar adequadamente seu espaço de trabalho. É aconselhável reservar para isso, por exemplo, uma oficina, para que as ferramentas necessárias estejam sempre à mão. Além disso, será possível trabalhar a qualquer hora do dia, independentemente das condições meteorológicas..
  • Se você deseja começar a construir não uma, mas várias caixas-ninho, é necessário coletar previamente as toras do tamanho e da qualidade corretos. Não será supérfluo estocar logs de backup, porque no processo de trabalho tudo pode acontecer.
  • Trabalhar em pares é sempre mais interessante e rápido. Envolver as crianças no processo permitirá não apenas acostumá-las ao trabalho útil, mas também familiarizá-las com fatos curiosos da vida dos pássaros. Aulas de natureza com habilidades práticas irão beneficiar todas as famílias. A coesão familiar é garantia de entendimento mútuo em tudo.
  • Outro ponto importante na colocação de caixas-ninho em um terreno pessoal. Além do canto excelente, os pássaros que vivem no ninho, em busca de alimento para seus filhotes, vão limpar o jardim ou a horta de todos os insetos, larvas, insetos e outras pragas..

Para isso, basta dedicar um pouco do seu precioso tempo à fabricação de gaiolas, comedouros, caixas-ninho. Além disso, estar em harmonia com a natureza também traz paz de espírito..

Read more
Enredo

Tijolo de calçada: características de assentamento

O tijolo de clínquer era conhecido na Rússia há mais de cem anos. Em seguida, foi emprestado de construtores alemães e foi amplamente utilizado para a melhoria de estradas e decoração de mansões. Então, o clínquer foi esquecido por um longo tempo e só recentemente voltou à sua antiga popularidade. Agora ele é usado para pavimentar uma grande variedade de superfícies de estradas: caminhos de jardins, becos de parques, calçadas, estacionamentos, áreas comerciais, etc. – nada melhor simplesmente existe, como dizem os profissionais. O artigo se concentrará na colocação de tijolos de pavimentação.

Contente:

O que é tijolo de pavimentação

Os tijolos de clínquer ou pedras de pavimentação são produtos moldados para pavimentação de caminhos, feitos à base de argila refratária e água. Um método especial de queima confere a esses tijolos características de desempenho muito elevadas e, além disso, uma aparência única. Graças a vários compostos químicos, você pode obter cores de tijolo únicas e deslumbrantes no mesmo lote, o que permite criar projetos paisagísticos exclusivos e muito bonitos, independentemente do local em que serão usados ​​- no campo, no jardim, no a esplanada de um restaurante ou uma área de estacionamento perto de um edifício comercial.

Foto de tijolos de pavimentação

As principais vantagens da pavimentação de tijolos de clínquer para pavimentação:

  • resistência ao desgaste – este material é resistente à abrasão, danos, cargas pesadas;
  • resistência à geada – não racha ou deforma mesmo em baixas temperaturas e nevascas;
  • durabilidade – sujeitos à tecnologia de assentamento da pista e da plataforma com tal revestimento, eles não mudarão sua aparência original mesmo após dez anos;
  • resistência a produtos químicos;
  • não toxicidade.

Outra grande vantagem é que os tijolos de pavimentação podem ser reaproveitados sem perder suas propriedades e qualidades. É fácil de desmontar se houver necessidade, por exemplo, de substituir a canalização de água ou esgoto. E então deite novamente.

Os tijolos de clínquer podem variar:

  • por tamanho – dependendo da finalidade pretendida;
  • na forma – do clássico retangular ao encaracolado e uniforme;
  • na cor – do vermelho tijolo padrão ao azul, amarelo, roxo, branco, etc .;
  • na textura da camada superior – lisa, fosca, áspera, como uma pedra natural.

Você pode combinar vários tamanhos, cores e texturas diferentes em um quadrado para criar um ornamento ou padrão exclusivo. Seja qual for o tijolo que você escolher, você sempre terá garantia de qualidade, durabilidade e aparência impecável – desde que todas as recomendações para o assentamento de clínquer sejam seguidas.

Colocando tijolos de pavimentação

Para facilitar e agilizar o processo de pavimentação, é altamente recomendável que você primeiro faça um esboço levando em consideração todos os tamanhos e padrões. Com base nisso, a quantidade de tijolos que precisarão ser comprados e os materiais relacionados são calculados.

Se o trabalho de pavimentação for realizado de forma independente, você também precisará das seguintes ferramentas:

  • serra na pedra;
  • nível ou regra;
  • roleta;
  • martelo de borracha;
  • cabo de construção;
  • ancinho e pá;
  • estacas em madeira para marcação;
  • luvas e óculos de trabalho.

Markup

  • Antes de iniciar os trabalhos, é necessário fazer uma marcação no local onde será realizada a pavimentação. Para isso, limpe bem o solo de grama, grama, folhas mortas, etc. Em seguida, com uma fita métrica, estacas de madeira e um fio, faça as marcações de acordo com o desenho. Se o assentamento for executado apenas em caminhos, é conveniente usar ripas de metal como travas laterais..
  • Depois disso, você precisa cavar fossos ou um buraco sob a fundação. Você deve se concentrar no nível, se a profundidade do poço da fundação for a mesma em todos os lugares, você pode economizar significativamente tempo e materiais. A profundidade mínima do poço para a fundação é de 20-25 centímetros.

Preparação da superfície da estrada

  • Esta é uma das etapas mais importantes da alvenaria. Se a “fundação” para a pavimentação de tijolos for preparada de maneira incorreta ou descuidada, o revestimento não durará muito, principalmente quando se trata de locais com alto tráfego e cargas. Portanto, recomenda-se não economizar dinheiro e utilizar apenas misturas profissionais, cuja composição é especialmente adaptada para a colocação de tijolos de pavimentação. Além disso, são utilizadas soluções especiais de drenagem, que efetivamente removem a água e evitam o acúmulo de umidade, o que também afeta a resistência e durabilidade do pavimento de tijolos da estrada..
  • Existe outra maneira de preparar a base para tijolos de clínquer. Você pode construir um “travesseiro” de cascalho, brita e areia. Primeiro, a pedra britada é derramada, nivelada e comprimida. Em cima dele, o cascalho mais fino é colocado da mesma maneira. No final, uma camada de areia é derramada e todas as três camadas são preenchidas com água. O que isso faz? Quando molhados, a areia e o cascalho fino cederão onde existem lacunas e irregularidades. Depois que ocorre o encolhimento completo, todas as lacunas e depressões serão visíveis. Para nivelá-los, outra camada de areia é despejada, comprimida e novamente preenchida com água. O processo deve ser repetido até que os mergulhos parem de se formar. Isso significa que todas as lacunas e vazios são preenchidos completamente e com a densidade necessária. Essa base garante um suporte de alta qualidade e durabilidade para tijolos de clínquer..

Dica: Para áreas pequenas, um compactador manual funcionará. Mas se o site impressiona, faz sentido trabalhar com uma ferramenta elétrica. Se não estiver disponível, você pode alugá-lo por um tempo em uma loja de ferragens.

  • A espessura da fundação para a pavimentação de tijolos depende do grau de permeabilidade da área sobre a qual será assentada. Quanto mais carga, mais espessa deve ser a base. Então o revestimento durará várias décadas sem perder suas excelentes características. O solo também influencia. Em solo arenoso deve ser colocada uma fundação com espessura de pelo menos 20 cm, para solo argiloso pode chegar a 40 cm.Se as cargas sobre a superfície pavimentada forem grandes, pode-se compactar a fundação com reforço, tábuas ou tubos. Eles precisam ser colocados entre camadas de cascalho..

Um ponto importante: a espessura da base deve ser monitorada constantemente, deve ser igual em todas as áreas. Isso é feito usando uma regra e um cabo. Se o assentamento for projetado para caminhos estreitos, então, em vez da regra, você pode se concentrar na cremalheira lateral e os batentes do pinhão.

Sistema de drenagem

  • Se não foi utilizada solução de drenagem ao colocar a base sob os tijolos de clínquer da pavimentação, será necessário construir um sistema de drenagem. Isso é feito para que, quando chover, a água não se acumule sob o tijolo e não destrua o revestimento. São calculados a altura e o ângulo das calhas, bem como a direção de escoamento da água. Em nenhum caso a água deve fluir para o edifício. Neste caso, o solo é suscetível à lixiviação, o que leva a um afundamento gradual, mas irreversível da fundação..

Preparação de tijolo de clínquer

  • Se um tijolo da mesma cor, textura e tamanho for usado para pavimentação, nenhuma preparação especial é necessária neste caso. Se você planeja criar um revestimento variegado, é necessário misturar 5-6 paletes de tijolos de diferentes tons em uma bandeja ou caixa e, em seguida, colocá-los arbitrariamente.
  • Ao preparar um ornamento ou padrão atencioso, recomenda-se que os tijolos de diferentes cores e formas sejam dispostos em bandejas diferentes para facilitar o uso.
  • Deve ser lembrado que mesmo que ornamentos intrincados não sejam dispostos, você ainda não pode fazer sem cortar o tijolo. Isso é feito com uma serra especial para pedras. Os tijolos são pré-umedecidos. Recomenda-se o uso de luvas e máscara durante o trabalho..

Características da colocação de tijolos de pavimentação

  • Tijolo de clínquer, via de regra, é colocado de duas maneiras: junta de topo, com um vão de não mais de 5 mm.
  • O método da junta de topo não é muito recomendado, pois é difícil evitar a penetração de umidade entre os tijolos e mantê-los imóveis durante a operação de revestimento. Além disso, se for necessário substituir um, será difícil retirá-lo sem danificar o adjacente.

  • A colocação deve começar do meio do local em direção às cercas de borda. Isso torna muito mais fácil seguir todas as marcações e controlar a simetria do desenho. E em caso de erro, é muito mais fácil corrigi-lo em tempo hábil. No processo, é muito importante garantir que os tijolos sejam colocados no mesmo nível. Uma vez que a instalação da cobertura de tijolos de clínquer de calçadas e caminhos é realizada pressionando os tijolos na base, não será difícil ajustar o nível.

Métodos para colocar tijolos de pavimentação

  • Existem muitas maneiras de decorar tijolos de clínquer. O mais comum: tempero espinha, tempero parquete, tempero meio tijolo, tempero decorativo.
  • Você precisa escolher o tipo de curativo não apenas com base em suas próprias preferências e na possibilidade de implementar um determinado padrão. Também é importante levar em consideração a capacidade de transporte e a carga na superfície da estrada. Por exemplo, uma espinha de peixe é um curativo universal, mas nem todo padrão pode ser decorado dessa maneira. Já o curativo “parquet” não é adequado para rodovias e rodovias, apenas para calçadas e vielas.

Betumação de lajes de pavimentação

  • Se for executado o assentamento com fendas, então ao final do trabalho, todas as costuras são cobertas com areia ou friccionadas com um composto especial. Primeiro, o tijolo deve ser bem limpo e só depois começar a preencher as juntas. A areia é esfregada e compactada, após o que as costuras são preenchidas novamente até obter um revestimento denso. Não é recomendado o uso de cimento para esses fins, pois afeta as características dos tijolos de clínquer..

  • O bom fechamento das costuras também afeta o encolhimento do revestimento, a permeabilidade da chuva e da água do degelo e sua durabilidade. Portanto, não seja preguiçoso ao concluir o trabalho final, é necessário limpar as costuras imediatamente, isso não pode ser postergado, pois a resistência do revestimento será violada. Um vibrador especial é usado para compactação firme e de alta qualidade das costuras. Comprime bem a areia, mas não danifica mecanicamente a superfície do tijolo..
  • Ao final de todas as obras, o local pavimentado deve ter vários dias para ficar em pé. Você não pode pisar nisso neste momento.

Forma para pavimentação de lajes de tijolos

  • Se você realmente deseja adquirir caminhos “debaixo da pedra” no campo ou ao redor de sua própria casa, mas não há tempo e dinheiro para comprar tijolos de calçada e sua colocação, há uma boa alternativa. Agora são produzidos moldes de plástico especiais que permitem que você faça seus próprios ladrilhos para caminhos de jardim, terraços, varandas, becos e outros revestimentos..

  • Basta misturar cimento, areia, água e plastificante nas proporções indicadas pelo fabricante. Uma solução é vertida em uma forma lubrificada com uma emulsão (o óleo diesel comum é excelente para plástico, barato e alegre) a solução é vertida, nivelada. Espere até que seque completamente. Depois disso, são obtidos elementos estampados em relevo para pedra natural ou tijolo, que estão na moda para pavimentar caminhos de jardins, gazebos, etc..
  • Qual é a vantagem de tais formas para lajes de pavimentação de tijolo: o produto acabado ao seu custo é várias vezes mais barato do que um análogo feito na produção. Portanto, o preço dos tijolos de pavimentação de fabricantes europeus varia de 800 rublos. até 1.500 rublos / m2. Você tem que pagar uma vez por um formulário de matriz, mas pode usá-lo muitas vezes. Com a observância exata de todas as proporções especificadas para o preparo da solução, as lajes de pavimentação de fabricação própria não diferirão em qualidade das de fábrica e durarão até dez anos.
  • Aliás, com a ajuda dessa inovação no campo da construção, muitos já abriram seu próprio pequeno negócio e estão desenvolvendo-o com sucesso. Não importa a opção escolhida – tijolos de clínquer de alta qualidade de um conhecido fabricante europeu ou lajes de pavimentação feitas em casa usando um estêncil de plástico. É sempre mais importante cumprir todas as tecnologias e aplicação competente, caso contrário até a área mais bonita ficará danificada, e o revestimento durará no máximo dois anos.

Read more
Enredo

Fumeiro caseiro de defumação a quente: instruções para fazer

Fumar é há muito tempo uma das formas mais populares de preparar produtos à base de carne e peixe. Mas, uma vez que existem vários tipos de fumo, os amadores muitas vezes enfrentam uma escolha: qual fumar preferir – quente ou frio? Especialistas com experiência no setor dão grande preferência à fumagem a quente, que pode ser submetida a diversos tipos de carnes e peixes, e em apoio à sua escolha listam um grande número de vantagens de um fumeiro a quente, que, é claro, vamos considerar neste material. A moderna variedade de produtos apresentados na respectiva área permite-lhe adquirir um fumeiro a quente numa loja especializada, e quem gosta de fazer compras num ambiente descontraído pode fazê-lo nas respectivas lojas online. E o funcionamento dos fumantes de fábrica não é difícil – basta colocar a lenha em um compartimento especial, colocar a comida dentro, fechar bem a porta, acender o combustível e, após o tempo previsto, saborear carnes defumadas douradas e cheirosas. Mas o que fazer se você só vai se deliciar com carnes defumadas de vez em quando? Por que você desperdiçaria dinheiro quando pode fazer um fumeiro caseiro que não será de forma alguma inferior aos modelos industriais? E a resposta à pergunta: “Como fazer um fumeiro a quente?” veja o artigo preparado por nossos especialistas.

Características dos vários tipos de fumo: estudamos o processo de fumar

O tabagismo é um dos tipos mais comuns de tratamento térmico dos alimentos, que tem um efeito conservante sobre os mesmos. Durante a defumação, os produtos adquirem um aroma específico, sendo também impregnados com as substâncias da fumaça do fumo liberada durante a combustão e parcialmente desidratados, o que contribui para o prolongamento do prazo de validade dos produtos. Faça a distinção entre fumar quente, semi-quente e frio. Cada um desses tipos é caracterizado por suas próprias vantagens e desvantagens..

Quente é chamado de fumagem, realizado a uma temperatura de pelo menos 50-60 graus para peixes pequenos. É uma prioridade ao fumar produtos com baixo teor de gordura. O processo de defumação a quente ocorre de forma bastante rápida e a defumação é realizada em fumaça quente. Na parte inferior do fumeiro, pequenas lascas fumegam e, por cima delas, penduram-se carnes, peixes, vegetais ou queijos, que são rapidamente postos à disposição a uma temperatura de fumo de 80 a 140 graus, dependendo do tipo de produto. Uma vez que a gordura é derretida durante a fumagem a quente, apenas produtos com baixo teor de gordura são adequados para isso, os quais, após esse tratamento térmico, podem ser armazenados por não mais do que dois dias..

Fumar frio, ao contrário do quente, o processo é mais trabalhoso, podendo durar vários dias e, na verdade, é uma secagem um tanto acelerada dos alimentos. Para conseguir o resfriamento da fumaça, um cachimbo é retirado do local onde a lenha está fumegante, cujo comprimento chega a 1-2 metros, e para controlar a temperatura da fumaça, um termômetro é instalado na fumaça câmara. Quanto à carne, é defumada a uma temperatura de 15-20 graus, e peixe – de 20 a 40. Os produtos processados ​​com fumaça fria podem ser armazenados por muito tempo..

Fumando semi-quente é uma opção intermediária entre o fumo quente e frio.

O dispositivo geral do fumeiro mais simples. A essência do processo de fumar

Um defumador doméstico fumado a quente é essencialmente um contêiner, cujo volume depende apenas de suas preferências e necessidades. Mas, não importa a quantidade de comida que você queira fumar de uma vez, o fumante deve ser grande o suficiente para caber na grelha para armazenar os alimentos e a bandeja necessária para evitar que a gordura que goteja da carne ou do peixe defumados fique na brasa, o que pode reduzir o características de sabor do produto acabado. A treliça pode ser feita de hastes de metal, conectadas por soldagem. No entanto, o principal elemento do fumeiro, do qual não pode prescindir, é a zona de colocação de lenha, que se encontra no fundo do contentor. Vários tipos de madeira podem ser usados ​​como material de madeira, falaremos sobre a escolha de qual um pouco mais tarde..

Para a fabricação de fumeiro a quente, recomenda-se a utilização de aço inoxidável, que reúne características como resistência ao calor, alta resistência mecânica e ausência de tendência a danos corrosivos sob a influência de fatores ambientais agressivos. Para facilitar a inserção e retirada dos produtos, o desenho do fumeiro deve incluir tampa ou porta. E para que a construção do fumeiro fique totalmente concluída, equipar-se de forma a que o contentor do fumeiro fique a uma distância ligeiramente elevada do solo, o que se pode conseguir fazendo pés de metal. Isso é necessário para localizar a fonte do incêndio. Como não é o fogo que é importante para o processo, mas sim a temperatura de aquecimento, você pode escolher a origem do fogo a seu critério..

A essência do processo de fumar:

Depois de colocar os alimentos na grelha de metal e a madeira como os ramos de zimbro na parte inferior, feche bem o fumeiro e comece a aquecer a parte inferior. Quando o fogo começa a acender, a madeira arde e emite uma fumaça quente perfumada que, subindo e passando pelos produtos colocados na grelha, fumega. A duração da fumagem depende da quantidade de produtos, do tamanho do fumeiro, da temperatura da fumaça e das suas preferências, porém, após 40 minutos, recomenda-se testar os resultados obtidos, pois se o fumeiro superaquecer, a tecnologia do processo pode ser interrompido.

Vantagens de um fumeiro quente:

  • A simplicidade do design do fumeiro a quente torna-o fácil de fazer em casa;
  • Da vantagem anterior decorre a seguinte, cuja essência reside na ausência da necessidade de grandes investimentos financeiros para a fabricação de um fumeiro;
  • Uso do fumeiro em qualquer lugar: em casa, no campo ou ao ar livre;
  • Ao utilizar um fumeiro a quente, o processo de fumagem caracteriza-se pela rapidez e simplicidade;
  • Não há necessidade de processamento adicional de produtos defumados.

Foto do fumeiro quente

Fumador de fumaça a quente: instruções passo a passo

Considere uma das opções para instalar um fumeiro a quente com suas próprias mãos usando folhas de metal. Antes de proceder à instalação de um fumeiro, estude os desenhos mais comuns de fumeiro a quente, que são apresentados no nosso material. É importante notar que as dimensões do fumeiro a quente são bastante variáveis ​​e dependem apenas das suas preferências de gosto e da quantidade de material que tem à sua disposição:

Para trabalhar, você precisará dos seguintes materiais e ferramentas:

  • Duas chapas com dimensões 150×60 cm e espessura não superior a 2 mm;
  • Acessórios finos;
  • Máquina de solda e moedor;
  • Canto de construção.

Instruções de fabricação passo a passo:

  • Usando um moedor, corte uma das folhas de metal em 4 partes iguais. A divisão em exatamente as mesmas partes é necessária para que o fumeiro acabado adquira uma seção quadrada;
  • Usando soldagem por gotejamento, una as duas folhas. No processo de conectá-los, use o ângulo de construção para atingir a proporção ideal de dois planos, igual a 90 graus;
  • Para obter a estanqueidade da caixa de metal, solde cuidadosamente as costuras internas;
  • Divida a segunda folha em duas partes e corte o fundo do futuro fumeiro de uma metade da folha de metal e solde-a na caixa acabada;

  • Do resto do metal, corte 4 tiras idênticas, cujas dimensões sejam ligeiramente maiores que as dimensões externas do fumeiro, e solde-as a uma folha de metal, com dimensões semelhantes às dimensões do fundo ou das paredes do fumeiro ( uma vez que o fumeiro tem a forma de um quadrado, as suas dimensões são as mesmas). Como resultado, você deve obter uma tampa de profundidade moderada, facilmente colocada no corpo de um fumeiro caseiro fumado a quente.
  • Portanto, nosso fumeiro pode ser considerado quase concluído. Ao final do processo, é necessária a soldagem de hastes metálicas, localizadas em dois níveis na parte superior e inferior do fumeiro, além de confortáveis ​​alças. O nível inferior das varetas é necessário para instalar uma bandeja onde escorrerá a gordura dos produtos defumados, e o nível superior para colocar os anzóis com banha, peixe ou outros produtos, conforme a sua preferência..

De que outra forma fazer um fumeiro? Fallback para o preguiçoso

A maneira mais fácil de fazer um fumeiro a quente é instalá-lo a partir de um balde ou de uma panela grande. Para a fabricação de um fumeiro, os especialistas recomendam o uso de baldes de aço inoxidável, sendo estritamente proibido o uso de baldes galvanizados. Isso se deve ao fato de que durante o processo de aquecimento é liberado óxido de zinco tóxico, que penetra nos alimentos e causa sérios danos ao organismo. Também estocar uma tampa para uma panela ou balde onde você precisa fazer orifícios para a fumaça escapar. O projeto de um fumeiro de baldes envolve a instalação de três grelhas. O inferior está localizado a um terço do fundo de um fumeiro caseiro, enquanto o superior, ao contrário, está a um terço da tampa. Já a grade do meio, está localizada aproximadamente 5 cm abaixo da grade superior..

Use arame de aço para fazer as grades. Faça o fio do defumador onde pretende colocar as grelhas e, em seguida, corte o fio no comprimento necessário. Com os pedaços de arame acabados, faça aros e conecte-os soldando as juntas. Depois que os aros estiverem prontos, trançá-los com um arame pré-preparado e mais fino, levando em consideração que a largura das células não ultrapassa 2 cm. um velho fabricante de bolinhos.

Em seguida, prepare as aparas, a serragem e as aparas de madeira para o fumeiro. Os especialistas recomendam o uso de aparas de carvalho, sorveira, amieiro ou zimbro. Aparas de árvores frutíferas também são adequadas. Quanto às aparas de bétula ou lascas de madeira macia, pelo contrário, não se recomenda a sua utilização, pois os produtos fumados adquirem um sabor amargo. Despeje as lascas de madeira preparadas no fundo do fumeiro caseiro com uma camada de 1,5-2 cm de espessura e, em seguida, instale a grelha inferior, na qual coloque a panela necessária para coletar a gordura. As dimensões da palete são de importância prática, uma vez que não deve ser sobredimensionada para não obstruir a passagem dos fumos. Depois de instalada a palete, coloque a segunda e a seguir a terceira grelha com o produto empilhado a ser fumado. Depois de concluir todas as etapas acima, feche bem o fumeiro para evitar a entrada de ar e a subsequente ignição do combustível e pendure-o sobre o fogo. É importante saber que a chama durante a defumação não deve ser muito grande para que o produto defumado não queime..

Durante a defumação, não é recomendável abrir a tampa para verificar a prontidão do produto. Você pode fazer isso facilmente avaliando a cor e a estrutura da fumaça. No estágio inicial da fumagem, a fumaça geralmente é espessa, o que indica lascas fumegantes. Em seguida, ele gradualmente começa a ficar branco e se torna menos abundante. Nesta etapa, é importante garantir que a fumaça não fique amarela, o que indica claramente um incêndio na lenha. Se seguir as nossas recomendações e fumar o produto em lume brando, ficará pronto em 45-50 minutos, altura em que o fumo seca e tem um aroma agradável. Para determinar a temperatura do fumante, espirre água na tampa. A temperatura ideal é evidenciada por sua evaporação silenciosa, mas não fervendo..

Várias opções para fumantes quentes e suas vantagens

A opção de design mostrada na figura é a mais avançada. A presença de uma assadeira (localizada à esquerda do fumeiro e um pouco parecida com sua tampa) permite que você fume alimentos gordurosos sem medo de que a gordura liberada durante o processo de defumação entre nas batatas fritas e, portanto, crie um obstáculo para está latente. E o uso simultâneo de duas redes fornecidas pelo design permite cozinhar mais produtos.

Todas as estruturas consideradas são caracterizadas pela mobilidade, o que as torna adequadas para uso em quaisquer condições. Para uso doméstico, sugerimos que preste atenção ao enorme fumeiro estacionário mostrado na figura, que só pode ser usado em casa. Este acessório é mais profissional e permitirá que você faça produtos de alta qualidade..

Para a fabricação de um fumeiro, cuja variante é mostrada na figura a seguir, não são necessárias habilidades profissionais especiais. Se você tem à sua disposição dois barris de 50 litros e um moedor, depois de fazer os cortes nos locais apropriados, você pode instalar facilmente esses barris conforme mostrado na figura.

Como escolher lenha para fumeiro? Dicas para um iniciante

Para que o produto acabado tenha excelentes características de sabor, é necessário seguir rigorosamente as regras de escolha da lenha para fumeiro, que não são familiares a todos. Nesse sentido, nosso objetivo é compartilhá-los com você. Para que o produto acabado agrade com sabor e aroma agradáveis, é necessário utilizar madeira em bruto, na ausência da qual as toras são umedecidas adicionalmente..

Adendo! Se, apesar de nossos conselhos claros sobre a escolha da madeira, você decidir usar toras de bétula, remova a casca delas antes de fumar. Caso contrário, a comida adquirirá um sabor amargo..

Para que os produtos adquiram um aroma agradável específico, acrescente à lenha ramos de zimbro ou folhas de cerejeira..

Adendo! Além disso, não é recomendado o uso de árvores coníferas como lenha para o fumeiro, tendo em vista o alto teor de resinas nelas..

Segundo os especialistas, a cor e, consequentemente, a qualidade do produto acabado são influenciadas pelo grau de combustão da lenha. A combustão incompleta contribui para o aparecimento de fumaça leve, que melhora significativamente as características de sabor das carnes defumadas..

É importante saber que é proibido abanar o fogo no fumeiro para eliminar o risco de ignição acidental. As toras prontas e picadas são colocadas no fumeiro e cobertas com serragem ou lascas por cima, que ardem, mas, apesar disso, não queimam.

Quanto às características de cor do produto acabado, elas dependem dos tipos de madeira que você escolher. Para obter uma tonalidade dourada dos produtos, use mogno, enquanto o produto vai adquirir uma tonalidade amarelo-escuro devido à combustão lenta do amieiro e da serragem de carvalho..

Dicas comprovadas dos mestres

Para o funcionamento do fumeiro, utilize velhas árvores de jardim que sobreviveram às suas, ou galhos obtidos após poda;

Não é recomendável usar apenas lenha grande, pois só é adequado para a produção de carvão. Portanto, coloque primeiro a lenha no fogão e coloque-o no fogo, e depois coloque o estrado com as aparas das árvores frutíferas, que arderão e darão à fumaça um aroma agradável;

Para obter uma fumaça perfumada de alta qualidade, após receber as brasas, feche os orifícios da tampa para garantir uma combustão eficiente da serragem;

A qualidade da fumagem não depende apenas do tipo de madeira selecionado. O fornecimento constante de fumaça também é importante até que os produtos que estão sendo fumados estejam finalmente prontos. Com isso em mente, a fim de manter uma temperatura constante de fumaça, a serragem deve ser constantemente despejada no palete.

Também não é recomendável exagerar na duração do tabagismo e avaliar periodicamente a prontidão do produto usando os métodos mencionados acima..

Vídeo do fumeiro quente

Read more
Enredo

Nivelamento de terras

O terreno ideal para construção, a localização do gramado, o jardim e a disposição da horta são considerados uma superfície plana da terra. Admitamos uma ligeira inclinação para o sul, mas não mais de dois graus. É claro que tal sítio é uma raridade e, na maioria dos casos, antes de proceder à melhoria do território, é necessário realizar uma série de medidas para nivelar a superfície..

A necessidade de nivelar o terreno

A cobertura do solo está quase sempre longe de uma cobertura ideal. No entanto, muitos proprietários de áreas suburbanas pensam em nivelar o território apenas quando for necessário equipar o gramado. No entanto, esta não é a principal razão pela qual é necessário dar à paisagem “suavidade” e regularidade..

Este problema pode ser visto em três aspectos.

Construção. Para que a carga na fundação da casa seja distribuída uniformemente, é muito importante construir em uma área plana. Isso é especialmente verdadeiro para fundações de estacas e tiras. A diferença de altura permitida é de 0,5 metros. Ao construir uma casa sobre uma fundação monolítica, a presença de irregularidades não é tão significativa.

Outro ponto, não sem importância, é a disposição dos caminhos em torno do perímetro da casa. Desempenham o papel não apenas de zona pedonal, mas também protegem a fundação da pressão lateral do solo. A maior carga na base ocorre no início da primavera, quando o solo é descongelado e seu volume aumenta. Claro, despejar um caminho de asfalto ou estendê-lo com ladrilhos é muito mais fácil em uma superfície plana do que distorcida..

Jardinagem e horticultura. As encostas insignificantes da casa de verão não têm um efeito particular sobre o rendimento das frutas e vegetais. No entanto, plantar, cuidar e colher ainda é mais fácil em terreno plano. Se não houver diferenças de altura na superfície, será mais fácil cavar buracos e canteiros. Além disso, o consumo de água para regar as plantas é reduzido significativamente..

Uma superfície plana é uma das principais condições para organizar um gramado em uma área de jardim. Uma superfície lisa é necessária por vários motivos:

Decoratividade. Muitas soluções de design requerem uma superfície de solo nivelada. Por exemplo, escorregadores alpinos volumosos, lagos e jardins de inverno parecem belos e naturais se o resto da área for plana. Crie um jardim de pedras japonês apenas em um local plano.

Recomendações gerais para nivelar uma cabana de verão

O nivelamento de um terreno é um processo difícil que exige muito tempo e esforço físico. É melhor confiar uma série de medidas para criar uma superfície lisa a profissionais, e algum trabalho pode ser feito de forma independente. Aqui estão algumas recomendações que o ajudarão a planejar seu fluxo de trabalho corretamente e obter o resultado desejado..

Os principais métodos de nivelamento do site

Como nivelar um terreno com suas próprias mãos: superfície plana e inclinada

Antes de nivelar o solo da casa de verão, é necessário realizar os trabalhos preparatórios:

O trator não é muito adequado para nivelar o terreno. Após sua operação, a superfície aparecerá nivelada apenas a uma certa distância. Covas e montículos permanecerão no solo, portanto, esta técnica só pode ser confiada com trabalho duro.

Para nivelar a área suburbana com suas próprias mãos, você precisará das seguintes ferramentas e materiais:

  • nível de construção (você mesmo pode fazer com uma mangueira de rega e dois tubos de plástico transparentes);
  • estacas de madeira;
  • pá e rastelo;
  • forcado e rolo.

Considere como nivelar um terreno no país:

Este método é adequado para pequenas áreas horizontais. Se você planeja manter a inclinação no território, precisa agir de forma diferente:

Nivelamento do local com ajuda de equipamentos especiais: o preço da emissão

A utilização de equipamentos para nivelamento de terrenos justifica-se com uma grande área de terreno, uma quantidade significativa de obra, na presença de armaduras, lajes antigas, tocos e outros obstáculos. E também, se as diferenças de altura no local forem superiores a 200 mm.

Para o trabalho utilizam: mini-equipamentos (miniescavadeiras e miniescavadeiras), um trator, uma cultivadora, uma escavadeira e uma motoniveladora..

A lista completa de serviços para avaliação do estado do solo e nivelamento do local pode ser fornecida em empresa especializada. O custo de execução das obras varia de acordo com a área do local, época do ano e complexidade (presença de obstáculos):

  • consulta e visita de um especialista ao local – 3000-4000 rublos;
  • remoção de árvores e arbustos – 500-1000 rublos / unidade (dependendo do diâmetro do tronco);
  • nivelamento com uma escavadeira – 40-80 rublos / m2;
  • trabalho do cultivador – de 30 rublos / m2;
  • aluguel de equipamentos – 1.500 a 2.000 rublos por 1 hora de trabalho.

Importante! O custo de nivelamento do local no inverno será cerca de 200-300 rublos / m2 mais alto – é muito mais difícil trabalhar com solo congelado

A tecnologia de nivelamento com equipamentos especiais depende do grau de desnível e do tipo de equipamento utilizado. Na presença de ravinas e buracos significativos, é necessário um pré-tratamento com balde. Com a ajuda da tecnologia, fossos e trincheiras são enterrados com solo, e o excesso de solo após a obra é distribuído pelo território.

O cultivador realiza o nivelamento final do terreno. Para o trabalho, use um cultivador horizontal e vertical. O horizontal é compacto, fácil de usar e pode ser operado com carregador leve (processamento das camadas horizontais superiores do solo).

O cultivador vertical é mais potente e volumoso. Essa técnica é indispensável para o processamento de terras virgens. O cultivador está equipado com “garfos” verticais que giram dentro do solo. Uma vantagem adicional de usar um cultivador é limpar o solo de ervas daninhas.

Como nivelar um terreno com uma escavadeira: vídeo

Características da criação de uma área plana para uma horta

Ao organizar canteiros para o plantio de hortaliças, eles seguem as regras gerais de nivelamento do terreno. Porém, neste caso, os requisitos para o nivelamento do local não são tão elevados e todo o trabalho pode ser feito de forma independente..

Método 1 – adequado para pequenas áreas.

Método 2 – para grandes áreas.

A sequência de nivelamento da área sob o gramado

A aparência geral e a durabilidade do gramado verde dependem da qualidade do nivelamento da área para o gramado. Todo o processo de criação de uma superfície plana pode ser dividido em vários estágios:

Adendo! É melhor rolar em duas direções (longitudinalmente e ao longo da seção). Isso removerá bolsas de ar.

Nivelar o terreno (gramado, prédio ou jardinagem) é um processo responsável que não pode ser negligenciado. Antes de alinhar, você precisa calcular corretamente sua força. Em uma área pequena, todo o trabalho pode ser feito de forma independente, e para equipar uma área grande, você terá que usar um equipamento especial.

Read more